Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Depois de 25 anos de fumo, um em 4 fumantes apresenta deterioração respiratória (17/10/2006)
Paula Johns

AFP

18:42 16/10

Depois de 25 anos de tabagismo continuado, pelo menos um fumante em cada quatro desenvolve uma doença pulmonar moderada ou severa, reduzindo sua capacidade respiratória, revelou um estudo dinamarquês publicado na última edição da revista mensal especializada Thorax.

Para este estudo, realizado pelo especialista Peter Lange, de Copenhague, e seus colegas, foram recrutados 8.045 mulheres e homens com idades entre 30 e 60 anos, a maioria fumantes, com exceção de 1.200 ex-fumantes e 1.800 pessoas que nunca fumaram na vida.

Vinte e cinco anos depois dos primeiros testes respiratórios, 96% dos homens que nunca fumaram tinham os pulmões em bom estado contra 59% daqueles que fumaram sem parar. Entre as mulheres, 91% das não-fumantes não apresentavam qualquer problema respiratório ao fim do mesmo período.

Um tabagista inveterado em cada quatro corre o risco de desenvolver uma doença de evolução progressiva, a bronquite crônica obstrutiva pulmonar (BPCO), segundo a pesquisa.

Entre os 2.900 óbitos registrados durante o estudo, 109 estiveram diretamente ligados a esta doença, entre os quais apenas dois eram não-fumantes.

O fumo ativo é conhecido por ser a principal causa desta doença incurável que pode provocar a insuficiência respiratória, levando à necessidade de recorrer a balões de oxigênio para a sobrevivência.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2