Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Souza Cruz lucra R$ 570 milhões em nove meses (31/10/2006)
Gazeta Mercantil

SÃO PAULO, 31 de outubro de 2006 - As ações da fabricante de cigarros Souza Cruz operam em alta, refletindo os resultados apresentados pela companhia. Há pouco, o papel (CRUZ3) subia 1,62%, para R$ 32,50, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).
O lucro líquido acumulado nos nove primeiros meses do ano é de R$ 570 milhões, resultado 17% superior aos R$ 487 milhões registrados em igual período do ano passado.
As receitas somaram R$ 3,0 bilhões, um crescimento de 11% no comparativo anual. A geração de caixa ou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) encerrou o período em R$ 884 milhões, alta de 1,3% sobre os R$ 782 milhões registrados de janeiro a setembro de 2005.
O volume de vendas atingiu 58,1 bilhões de cigarros no período um aumento de 3,5% em relação aos 56,2 bilhões de cigarros vendidos no mesmo período de 2005. De acordo com a companhia este desempenho mostra o maior volume nos segmentos estratégicos de marcas com maior valor agregado, refletindo as ações que vêm sendo desenvolvidas para fortalecer o portfólio de marcas, assim como as contínuas ações empreendidas pelas autoridades no combate ao mercado ilegal.
As marcas Carlton e Free contribuíram para o aumento de participação da Companhia no segmento de mercado Premium. O volume da marca Carlton cresceu 4,7% em relação ao mesmo período de 2005, enquanto Free permaneceu estável.
A marca Hollywood, impulsionada pela plataforma Sabor sem Fronteiras, continua sendo uma das marcas que mais contribui para o crescimento da Souza Cruz, com aumento em volume de 17,3% e ganho de 1,5 p.p. de market share em relação a 2005.
Durante o mês de setembro de 2006, a companhia lançou a nova plataforma da marca Derby, trazendo uma nova embalagem com os elementos principais da natureza, sol, mar e céu, e a nova versão Verde Floresta.
As exportações de fumo no período totalizaram 78,5 mil toneladas, 2,3% superiores àquelas realizadas em 2005. O maior volume decorre das diferenças entre os cronogramas de embarques estabelecidos pelos clientes, não sendo indicativo do volume total a ser exportado neste ano.
Os preços médios em dólar praticados em 2006 foram 12% superiores aqueles praticados em 2005, permitindo uma recuperação dos preços em reais, que apesar da apreciação do real em relação ao dólar, mantiveram-se nos mesmos patamares de 2005. (Redação - InvestNews)
 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2