Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Venda de 'cigarro eletrônico' cresce e preocupa (13/10/2008)
Jornal Umuarama Ilustrado

http://www.ilustrado.com.br/noticias.php?edi=121008&id=00000028

Com a proibição do fumo em bares e restaurantes na Inglaterra, fumantes britânicos encontraram uma solução para burlar a lei: o cigarro eletrônico. O produto é considerado por muitos uma alternativa mais saudável. O cigarro eletrônico funciona com cartuchos de nicotina e é vendido há mais de um ano no Reino Unido, mas recentemente as vendas aumentaram consideravelmente.
A maioria dos cigarros eletrônicos é fabricada na China. O produto solta um vapor quente quando é inalado, e isso preocupa muitos especialistas, como Douglas Bettcher, da Organização Mundial de Saúde (OMS). "Este é um produto novo, que ainda não foi testado", diz Bettcher.
"Não sabemos exatamente o que há dentro desses cartuchos, além de nicotina, e quais são os efeitos de aquecer essas substâncias, transformá-las em vapor e inalar esse vapor", acrescenta.
O diretor da Electronic Cigarette Company (empresa que fabrica os cigarros), Jason Cropper, diz que que é muito caro fazer testes clínicos. "A maioria das empresas que vendem o produto é pequena", afirma Cropper. "Não temos recursos financeiros para fazer testes clínicos."
‘Sonho’
Parar de fumar fumando é o sonho de consumo dos fumantes. Sites prometem isso com o cigarro eletrônico, uma forma de fumar que não prejudicaria a saúde nem importunaria as pessoas. O produto é anunciado como um tratamento antitabagismo altamente eficaz. Mas a OMS (Organização Mundial da Saúde) lançou um alerta, desaconselhando o método.
"Da forma como [o produto] está sendo comercializado, é um engodo", afirma Paula Johns, diretora da ACT (Aliança de Controle do Tabagismo). Não há nenhuma evidência científica sobre sua segurança e ele não pode ser apresentado como tratamento. "Há um consenso brasileiro sobre os tratamentos aprovados, e esse cigarro não está incluído", diz Johns. A engenhoca começou a ser vendida por R$ 380, entregue em qualquer lugar do país.
 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2