Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Exposição ao fumo passivo e saúde respiratória dos trabalhadores da hospitalidade na Espanha (11/2/2009)
Tobacco Free Center

http://www.plosone.org/article/info:doi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0004244

Um estudo publicado em 23 de janeiro último, no jornal online PLoS ONE, mostrou que as restrições parciais ao fumo, na indústria da hospitalidade na Espanha, não são suficientes para proteger os trabalhadores contra o fumo passivo e sintomas respiratórios.

Contexto:

Uma lei de ambientes livres de fumo entrou em vigor na Espanha em 1o de janeiro de 2006, afetando todos os locais fechados de trabalho, exceto os da hospitalidade, cujos proprietários podem escolher entre uma política de proibição total do fumo, restrições parciais ou nenhuma restrição. Este estudo avaliou o impacto da lei entre os trabalhadores da hospitalidade, avaliando a exposição à fumaça e a frequência de sintomas respiratórios antes da proibição e um ano depois.

Descobertas
• Entre trabalhadores não-fumantes em ambientes totalmente livres de fumo, todos relataram significativa queda no número de horas de exposição ao fumo passivo no trabalho; e 71.9% relataram uma queda em sintomas respiratórios. Além disso, o nível de cotinina na saliva, marcador biológico da exposição, caiu cerca 55.6%.


• Não houve nenhuma queda significativa na exposição ao fumo passivo, nos sintomas respiratórios ou no nível de cotinina entre os trabalhadores em ambientes com restrições parciais ou sem restrições.

Recomendações do estudo

• Proibições parciais, políticas voluntárias ou programas de convivência em harmonia promovidos pela indústria do tabalho não protegem totalmente trabalhadores e outros contra o fumo passivo.
• A Espanha deve fortalecer suas leis para chegar ao banimento total do fumo, criando ambientes 1005 livres sem exceções.
• Os legisladores de outros países devem considerar o escopo das leis locais de ambientes livres de fumo devem levar estes resultados em conta e adotar a probição total do fumo em ambientes fechados.
 

Dúvidas e questões sobre esse estudo devem ser encaminhadas por email para Miranda Wang: research@tobaccofreecenter.org

Fontes adicionais:
Sobre os perigos do fumo passivo

http://www.tobaccofreecenter.org/files/pdfs/SF_health_harms.pdf

Sobre leis abrangentes de ambientes livres de fumo
http://www.tobaccofreecenter.org/resources/smoke_free_laws
Sobre o fumo passivo e a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco

http://www.who.int/fctc/cop/guidelines_art8/en/index.html

Fernandez E, Fu M, Pascual JA, Lo´pez MJ, Pe´rez-Rı´os M, et al. (2009) Impact of the Spanish Smoking Law on Exposure to Second-Hand Smoke and Respiratory Health in Hospitality Workers: A Cohort Study. PLoS ONE 4(1): e4244. doi:10.1371/journal.pone.0004244

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2