Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Reino Unido: Preocupação com as vendas de cigarros eletrônicos (17/3/2009)
BBC News

Os ministros britânicos estão pensando em meios de restringir as vendas de cigarros eletrônicos, temendo que sejam prejudiciais à saúde.

Os vendedores alegam que são uma alternativa saudável aos cigarros, porque os fumantes inalam nicotina pura, sem alcatrão, tabaco ou monóxido de carbono. No entanto, crianças podem ter acesso a esse tipo de cigarro e se exporem aos perigosos níveis da droga.

Os consultores sobre regulamentação querem que o governo restrinja as vendas para maiores de 18 anos e imponham que os fabricantes apresentem as advertências nos maços.

Os cigarros eletrônicos parecem reais, mas são à bateria e feitos de aço inoxidável. Dentro, há um cartucho com nicotina líquida. Quando aquecido, o fumante inala doses da droga vaporizada e solta uma mistura.

Desenvolvido na China, os cigarros eletrônicos estavam sendo vendidos apenas online, mas agora começaram a ser oferecidos nas ruas.

Em outubro passado, alguns revendedores relataram vendas de mais de 1000 unidades, por 40 libras, por mês.

Testes descobriram que a concentração de nicotina em alguns produtos deveria conter o alerta de altamente tóxico e esse tipo de cigarro já foi proibido na Austrália.

A Organização Mundial da Saúde tem expressado preocupação, citando ainda a falta de conhecimento sobre o produto. O grupo de controle do tabagismo ASH acrescentou, ainda, que a maior parte do produto é fabricada na China, onde o controle de qualidade não é tão rígido.

O diretor da Electronic Cigarette Company, Jason Cropper, já revelou que foram feitos testes em camundongos para mostrar que o produto é seguro, mas nenhum teste foi feito em humanos.


 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2