Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Meninas fumam mais do que os garotos (2/12/2005)
ACTBR

Fonte: Zero Hora
Data: 1/12
Saúde

Estudo do Inca entre estudantes mostra que a Capital tem o maior percentual de fumantes para o sexo feminino
Rio de Janeiro

As adolescentes dos ensinos Fundamental e Médio de Porto Alegre e Curitiba são as que mais fumam, em uma comparação feita pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca) com meninos da mesma idade em 14 capitais. Conforme a pesquisa, de maneira geral, as mulheres estão fumando mais do que os homens no país.

Segundo o estudo, Porto Alegre (24%) apresentou o percentual mais alto de fumantes para o sexo feminino. O levantamento também averiguou que a maior percentagem de estudantes do sexo feminino que experimentaram cigarros foi observada na capital gaúcha (55%).

O estudo revela também que a percentagem de escolares que viram anúncios pró-tabaco nos últimos 30 dias é acentuadamente elevada, variando de 70,5% em Palmas a 87,3% em Porto Alegre.

A pesquisa faz parte do Sistema de Vigilância de Tabagismo em Escolares, promovido pela Organização Mundial de Saúde, pela Organização Pan-americana de Saúde e pelo Center for Disease Control and Prevention (Centro para Prevenção e Controle de Doenças), dos Estados Unidos. O objetivo é monitorar, por meio de inquéritos repetidos, a freqüência do tabagismo entre estudantes de 13 a 15 anos.

Para o chefe de epidemiologia do Inca, Liz Almeida, as regiões Sul e Sudeste estão seguindo a tendência mundial de as mulheres ultrapassarem os homens. De acordo com Liz, há cerca de 20 anos essa situação era diferente no Brasil, e os meninos lideravam o ranking.

- A indústria do tabaco passou a investir no público jovem feminino - disse Liz.

A prática familiar também parece influenciar o fumo entre os jovens. Conforme o levantamento, 37,2% vivem em casas onde outras pessoas fumam em sua presença e 39,2% têm um ou dois dos pais fumantes. Além disso, 19,3% dizem que o local onde fumam com mais freqüência é a própria casa.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2