Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Lei antifumo diminui poluição em locais fechados (10/12/2009)
Jornal Nacional


http://jornalnacional.globo.com/Telejornais/JN/0,,MUL1409714-10406,00-LEI+ANTIFUMO+DIMINUI+POLUICAO+EM+LOCAIS+FECHADOS.html

Nos lugares fechados, a concentração de monóxido caiu de 5 para 1 parte por milhão. Nos parcialmente fechados, a queda foi de 4 para 1. E até nos ambientes abertos o ar melhorou.

Quatro meses depois da lei que proibiu o fumo em lugares públicos fechados de São Paulo, uma pesquisa mostrou o efeito da lei sobre a qualidade do ar nos bares e restaurantes.

Nos ambientes onde o cigarro foi banido em agosto algumas diferenças logo foram notadas.

“O cheiro principalmente da roupa, depois aquela névoa branca. O cabelo, no final do dia, ficava com cheiro de cigarro, cheiro forte”, disse uma jovem.

Mas as mudanças nos ambientes vão muito além do cheiro e da aparência, pesquisa da Vigilância Sanitária e do Incor, o Instituto do Coração de São Paulo, revela um impressionante antes e depois da lei anti-fumo aqui no estado.

Cerca de 700 estabelecimentos, principalmente bares, boates e restaurantes foram monitorados entre julho e agosto, quando ainda se fumava em ambientes fechados. Dois meses depois da proibição, os locais e os garçons voltaram a ser examinados.

A quantidade de monóxido de carbono, um perigoso poluidor da fumaça do cigarro, despencou. Nos lugares fechados, a concentração de monóxido caiu de 5 para 1 parte por milhão. Nos parcialmente fechados, a queda foi de 4 para 1. Até nos ambientes abertos o ar melhorou: redução de 3 para 1 parte.

“Esse resultado é impactante pela grandeza da redução do monóxido de carbono nos ambientes fechados. Consequentemente haverá uma redução expressiva no número paciente com doença cardiovascular, ou seja, deve haver uma redução de infarto, deve haver uma redução de internação por esses eventos”, disse Jaqueline Issa, cardiologista do Incor de SP.

A pesquisa constatou também os efeitos positivos do ambiente limpo até para os garçons que fumam.

“Quando tinham os clientes que fumavam, eu sentia mais vontade de fumar. E agora que não tem mais isso, está tranquilo. Vou parar logo, é difícil mas vou conseguir”, disse o garçom João Henrique Daroit.


 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2