Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Lei Antifumo de Curitiba completa três meses, com 31 autuações em 5.642 fiscalizações (19/2/2010)
Prefeitura de Curitiba

http://www.curitiba.pr.gov.br/publico/noticia.aspx?codigo=18558

Apenas 31 dos 5.642 estabelecimentos inspecionados pela Vigilância Sanitária precisaram ser autuados por descumprimento da lei municipal 13.254 - que proibiu o fumo em todos os ambientes fechados e de uso coletivo de Curitiba e extinguiu os chamados fumódromos. A norma, proposta pelo vereador Tico Kuzma e sancionada pelo prefeito Beto Richa, completa três meses de vigência nesta sexta-feira (19).

"Isso mostra que, além de uma boa fiscalização, temos empresários e público conscientes da importância da lei, que não veio para punir ninguém, mas para preservar a saúde dos não fumantes e dos fumantes também, sejam clientes ou trabalhadores desses estabelecimentos", diz o vice-prefeito e secretário municipal da Saúde, Luciano Ducci.

Nesse período foram vistoriados locais de grande concentração de pessoas como bares, restaurantes, shopping centers, supermercados, terminais de ônibus e estacionamentos. As vistorias são feitas durante todos os dias da semana - por equipes de rotina da Vigilância Sanitária durante o dia e, à noite, por seis equipes específicas para zelar pelo cumprimento da lei. Elas não tiveram folga nem no Carnaval, ocasião em que foram autuados o Estacionamento da Ordem e o Bar The Farm, ambos no Centro Histórico.

Além das blitze, a Vigilância Sanitária também continua se ocupando do esclarecimento da população sobre as exigências da lei. Por isso, já foram promovidas 98 reuniões para multiplicadores de informação de órgãos públicos e entidades representativas de segmentos econômicos, além de 46 ações em terminais de transporte coletivo que atingiram cerca de 75 mil pessoas.

Para o vice-prefeito, no entanto, o melhor resultado da nova norma ainda não pode ser medido por números. Trata-se da gradual melhoria do estado de saúde e qualidade de vida de fumantes e não fumantes. "Seguramente as pessoas não só estão fumando menos quanto se expondo menos aos efeitos indiretos da inalação das substâncias tóxicas presentes na queima do tabaco", afirma Luciano, que é pediatra com área de atuação em Pneumologia - a área médica voltada para o aparelho respiratório infantil.

O vereador Tico Kuzma destacou o sucesso dos três primeiros meses de vigência da Lei Antifumo. "Os curitibanos aprovaram e as pessoas estão cada vez mais conscientes dos malefícios causados pelo cigarro. Estão apoiando a lei e pode-se afirmar que a norma não apenas pegou, como veio para ficar. Quem ganha com isso é a saúde da população", afirma.

Kuzma destacou que o sucesso da lei também se deve ao planejamento da Prefeitura. "O trabalho da Vigilância Sanitária começou com as blitze de orientação e palestras às instituições e não parou mais, com ações de fiscalização, inclusive durante o Carnaval", analisa Kuzma.

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2