Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Número de fumantes no Brasil caiu para quase a metade em 20 anos (10/3/2010)
TV Globo

http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,,MUL1522972-16020,00-NUMERO+DE+FUMANTES+NO+BRASIL+CAIU+PARA+QUASE+A+METADE+EM+ANOS.html

Pesquisa internacional aponta o que já deu certo nas campanhas e leis.
É o primeiro estudo internacional sobre o cigarro e o hábito de fumar. No Brasil a pesquisa ouviu 1.826 pessoas, sendo que 1.211 eram fumantes em três cidades: Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre entre abril e junho de 2009.

Os fumantes brasileiros estão diminuindo. Eram 33% da população em 1989. Hoje são 17% - 92% fumam todo dia e 82% admitem que o fumo já lhes causou algum problema de saúde. E 63% apóiam tanto as campanhas quanto as leis contra o fumo.
Entre os povos dos 20 países que participaram da pesquisa, os brasileiros são os que mais se arrependem de ter começado a fumar: 91% dos fumantes do Brasil carregam, além do cigarro, um sentimento de culpa e mais da metade (51%) disseram que pretendem parar de fumar nos próximos seis meses.

"Esse é o meu projeto desse ano, vou para esse ano. Eu me arrependo. Era atleta, hoje não tenho fôlego. Se der uma corridinha já era", diz um carioca.

Para a supervisora de controle de câncer do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Cristina Perez, a pesquisa mostrou que as leis e campanhas brasileiras estão atingindo o alvo e que o país pode avançar ainda mais no controle do tabaco.

“Com certeza um ambiente livre da fumaça do cigarro é um campo que precisamos avançar para o Brasil. Estamos atrasados nesse ponto. É importante que as pessoas saibam o que é uma lei de proteção. Temos que continuar avançando na proteção das pessoas. Que pessoas deixem de fumar, tenham vidas mais saudáveis. Fumar em ambientes fechados é uma coisa que já é ultrapassada no mundo inteiro”, diz Cristina Perez.

Como a maioria dos fumantes pesquisados, a advogada Flavia Harpaz também se arrepende de ter posto um cigarro na boca, há 13 anos. Flavia teve problemas de saúde e já parou uma vez. Ficou cinco anos longe do tabaco, mas voltou e teve novos problemas: “Bronquite, problemas nas cordas vocais”.

Nessa terça-feira, Flávia começou uma nova fase. Parou de fumar e diz que agora é para sempre: “Meu corpo pediu arrego. Hoje eu parei”.


 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2