Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Plantio de flores marca o Dia Mundial sem Tabaco no Rio de Janeiro (1/6/2010)
Agência de Notícias - INCA

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/agencianoticias/site/home/noticias/2010/dia_mundial_sem_tabaco_2010_plantio_flores_ufrj

O plantio de uma muda de pau-brasil e de flores no jardim em frente à Reitoria da UFRJ, na Ilha do Fundão, marcou as comemorações pelo Dia Mundial sem Tabaco, 31/05, no Rio de Janeiro. A muda da árvore foi plantada pelo diretor-geral do INCA, Luiz Antonio Santini, pelo reitor da UFRJ, Aloísio Teixeira, e pela secretária executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para Controle do Tabaco (Coniq), Tânia Cavalcante. O plantio foi a ação escolhida para celebrar a data em contraponto ao cigarro. Enquanto as árvores e flores significam proteção ao meio-ambiente, beleza e qualidade de vida, o cigarro representa desmatamento, envelhecimento precoce e problemas de saúde. Essa foi a ideia da campanha criada pelo INCA, que tem como slogan "Mulher, você merece algo melhor que o cigarro!".

O tema do Dia Mundial sem Tabaco deste ano, escolhido pela Organização Mundial da Saúde, foi gênero e tabaco, com ênfase no marketing para as mulheres. Com a participação cada vez maior da mulher no mercado de trabalho, ela passou a ter mais poder, tanto aquisitivo, quanto de decisão. Por isso, tornou-se um dos alvos prediletos da publicidade da indústria do tabaco, que passou a divulgar o cigarro como símbolo de emancipação e independência. Isto fez e continua fazendo com que o número de fumantes, principalmente entre o sexo feminino, aumente na América Latina.

“Há estudos mostrando que as mulheres aspiram mais profundamente a fumaça do cigarro, aumentando o risco de adoecimento tanto pelo câncer de pulmão e por doenças cardio e cerebrovasculares quanto por males que afetam especificamente o sexo feminino, como a doença vascular periférica”, afirmou Santini.

No Brasil, o número de fumantes vem diminuindo, mas em ritmo menor entre as mulheres. “A prevalência do tabagismo no Brasil caiu de 34% em 1989 para aproximadamente 16% em 2008, porém a redução foi maior entre os homens. Em algumas regiões, a prevalência feminina até aumentou”, informou o diretor-geral do INCA.

O diretor-geral do INCA frisou a importância de o Congresso Nacional aprovar o Projeto de Lei 315/2008, do senador Tião Viana, que proíbe os fumódromos em lugares fechados de uso coletivo. “Vários estados, como Rio, São Paulo e Paraná, aprovaram leis semelhantes. E estudos feitos em São Paulo têm demonstrado que a saúde dos trabalhadores anteriormente expostos à fumaça do tabaco e a qualidade do ar está melhorando desde que a lei antifumo entrou em vigor no estado.”

Paralelamente, voluntários fizeram panfletagem no Campo de Santana e em academias exclusivas para mulheres. No Shopping Nova América, até o dia 2, estão sendo oferecidas várias atividades para o público.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2