Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Núcleo de Oncologia da Bahia promove ação educativa no Salvador Shopping em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Fumo (18/8/2010)
Jornal Feira Hoje

http://www.jornalfeirahoje.com.br/materia/21428/dia-nacional-de-combate-ao-fumo

Os benefícios para quem para de fumar são incontáveis e vão se acumulando com o passar do tempo. Além do aumento da capacidade pulmonar, o ex-fumante ganha mais energia e disposição para suas tarefas diárias. Ao parar de fumar, a tosse desaparece e o risco de doença do coração, enfisema e vários tipos de câncer vai diminuindo com o tempo, até que o ex-fumante não tenha um risco maior que o de uma pessoa que nunca fumou. Para comemorar o Dia Nacional de Combate ao Fumo (que acontece oficialmente em 29 de agosto), o Núcleo de Oncologia da Bahia vai promover uma tarde educativa para o público, no Salvador Shopping, no próximo dia 26, das 14h30 às 18 horas, no piso G1 da Praça de Serviços. O público poderá obter informação sobre tabagismo e participar de um jogo interativo de perguntas e respostas. Também haverá duas palestras sobre o tema “Respire Oxigênio”, ministradas pela pneumologista Sylvia Machado, para funcionários do Shopping.

A pneumologista Sylvia Machado, da equipe do Núcleo de Prevenção do Núcleo de Oncologia da Bahia, revela: “70% das pessoas que deixam de fumar voltam dentro de um ano porque não mudaram nada no seu estilo de vida frequentemente pouco gratificante e muito estressante e "acostumaram" seu cérebro a compensar isto artificialmente, recebendo uma enxurrada de neurotransmissores liberados pelo cigarro, que levam ao relaxamento. O paciente que para de fumar e continua estressado, trabalhando muito, com a qualidade de vida comprometida, e sem ter desenvolvido habilidades para o auto relaxamento como atividades que também liberem estes neurotransmissores benéficos de forma natural (atividade física, meditação, se ocupar com tarefas prazerosas) acaba recorrendo ao cigarro de novo como uma válvula de escape”. Um leque de opções terapêuticas como tratamento medicamentoso, acupuntura, terapia cognitiva comportamental e terapias de grupo de fumantes podem ser usadas. “A abordagem do paciente deve ser feita da forma como ele se sinta mais à vontade”, explica.

Além dos benefícios físicos, os benefícios psicológicos também são muitos ao se deixar de fumar. O paciente ganha autoestima ao sentir mais confiança em si mesmo. Depois de superar o vício do tabaco, uma pessoa também adquire mais confiança em realizar qualquer tarefa ou superar outros desafios pessoais.

No Brasil, estima-se que cerca de 200 mil mortes por ano são decorrentes do tabagismo. Segundo dados do INCA, o tabagismo é diretamente responsável por 30% das mortes por câncer, 90% das mortes por câncer de pulmão, 25% das mortes por doença coronariana, 85% das mortes por doença pulmonar obstrutiva crônica e 25% das mortes por doença cerebrovascular. Outras doenças que também estão relacionadas ao uso do cigarro são aneurisma, trombose, úlcera do aparelho digestivo, infecções respiratórias e impotência sexual no homem.

Os fumantes adoecem com uma freqüência duas vezes maior que os não fumantes. Têm menor resistência física, menos fôlego e pior desempenho nos esportes e na vida sexual do que os não fumantes. Além disso envelhecem mais rapidamente e apresentam um aspecto físico menos atraente, pois ficam com os dentes amarelados, pele enrugada e impregnada pelo odor do fumo.

O que você ganha parando de fumar

A pessoa que fuma fica dependente da nicotina. Considerada uma droga bastante poderosa, a nicotina atua no cérebro como a cocaína, liberando alguns neurotransmissores dentre eles a dopamina, o mesmo liberado pela cocaína no centro da recompensa do cérebro, aumentando a sensação de satisfação de quem fuma. A nicotina chega ao cérebro em apenas 7 segundos - 2 a 4 segundos mais rápido que a cocaína. É normal que, ao parar de fumar, os primeiros dias sem cigarros sejam os mais difíceis, pois acontece a síndrome da abstinência - o cérebro ressente não ter a quantidade de neurotransmissores que estava acostumado a ter com o uso do cigarro, porém as dificuldades serão menores a cada dia e com o uso de medicação e adesivo esta síndrome é controlada.

As estatísticas revelam que os fumantes comparados aos não fumantes apresentam os seguintes riscos:

• 10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão;
• 5 vezes maior de sofrer infarto;
• 5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar;
• 2 vezes maior de sofrer derrame cerebral.

Se parar de fumar agora...
• Após 20 minutos sua pressão sangüínea e a pulsação voltam ao normal;
• Após 2 horas não tem mais nicotina no seu sangue;
• Após 8 horas o nível de oxigênio no sangue se normaliza;
• Após 2 dias seu olfato já percebe melhor os cheiros e seu paladar já degusta a comida melhor;
• Após 3 semanas a respiração fica mais fácil e a circulação melhora;
• Após 5 a 10 anos o risco de sofrer infarto será igual ao de quem nunca fumou.
(Fonte: Inca)

Serviço
O que: Núcleo de Oncologia da Bahia promove ação educativa para prevenção do tabagismo
Quando: Quinta-feira, 26 de agosto
Onde: Piso G1 da Praça de Serviços do Salvador Shopping

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2