Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Relógio da Morte marca 60 mil mortes desde que começou a COP 4 (19/11/2010)
ACT

Essa notícia possui um anexo: 1774_relogio-da_morte.jpg

Cada dia na COP4, que está sendo realizada em Punta del Este, no Uruguai, os representantes das diversas delegações se chocam com os números impactantes de mortes ocorridas por causa do tabagismo. Na segunda feira, dia 15, quando começou a conferência, o chamado relógio da morte contava 50.963.767 de mortes desde que a Convenção Quadro para o Controle do Tabaco começou a ser discutida, em 25 de outubro de 1999. Hoje, passados cinco dias da abertura do evento no Uruguai, já ocorreram mais 60 mil mortes.

Na primeira COP, realizada em Genebra, em 2006, a Framework Convention Alliance (FCA, aliança de ONGs da qual a ACT faz parte) teve a iniciativa de colocar um relógio gigante que marcava a quantidade de mortes por causa do consumo de tabaco, retrocedendo a 1999, quando as negociações do tratado começaram. A cifra foi tão impactante que impressionou os representantes dessa primeira reunião e serviu como um elemento motivador para que as delegações avançassem rapidamente na aprovação de medidas de controle do tabagismo.

A experiência foi repetida em todas as conferências seguintes.

Na inauguração do relógio da morte, a representante da OMS, Anne Marie Worming, disse que a função deste mostrador é “uma triste, porém necessária lembrança sobre o dano tremendo causado pelo consumo do tabaco, e que pode servir para abrir os olhos do mundo para o problema”.

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2