Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Companhias e governo podem ajudar a diminuir índice de fumantes no país (23/1/2011)
Folha de S. Paulo

ANÁLISE

VERA LUIZA DA COSTA E SILVA
ESPECIAL PARA A FOLHA

Pesquisas realizadas entre 2004 e 2010 com mais de 70 mil trabalhadores segurados pela SulAmérica no país mostram que velhos fatores ainda põem em risco a saúde de homens e mulheres.

Apesar do pequeno período analisado e das metodologias distintas, esses trabalhadores parecem mostrar tendências semelhantes aos da população brasileira frente às estimativas nacionais do Ministério da Saúde.

Há indícios de que, com o aquecimento da economia, classes sociais mais baixas e com menor escolaridade tenham entrado no mercado trazendo proporção maior de fumantes e de usuários abusivos de álcool do que os encontrados na população geral. Isso justificaria maior exposição a esses fatores de risco -tabagismo e alcoolismo.

Políticas de controle do tabagismo e, em alguns Estados, leis de ambientes de trabalho livres de fumo podem ter levado a um efeito oposto com redução da proporção de fumantes que já estava no mercado neutralizando o aumento que teria sido gerado com a entrada do novo grupo, o que não ocorreu com o caso do álcool.

Dados nacionais e globais mostram que o tabagismo responde por 9% das mortes e o álcool por 3,5%, o que aponta para a necessidade de uma regulação maior.

Eles também indicam que uma política de saúde empresarial voltada para a prevenção possivelmente reduz a exposição do trabalhador ao risco, mas as mudanças de mercado e as políticas públicas também podem influenciar essa análise.

Esse processo precisa ser apoiado pelo governo. Quando o Estado exerce seu papel, todos ganham; quando ele se limita, todos perdem.

VERA LUIZA DA COSTA E SILVA é doutora em saúde pública e consultora da OMS (Organização Mundial da Saúde)

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2