Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Lobby pró-tabaco no Senado é atacado (20/9/2005)
ACTBR

Fonte: Folha de S.Paulo, Cotidiano, 20 de setembro de 2005

Entidades acusam parlamentares de adiar assinatura de tratado sobre o fumo

Lobby pró-tabaco no Senado é atacado

DA REPORTAGEM LOCAL

Entidades de combate ao fumo acusam senadores de protelar a ratificação de uma convenção das Nações Unidas para controle do tabaco no mundo. O acordo prevê políticas para aumento de preços e proibição da publicidade.
Segundo Nise Yamaguchi, 46, presidente da Sociedade Paulista de Oncologia Clínica, e Paula Johns, 38, coordenadora da rede Tabaco Zero, audiências públicas têm ocorrido somente em locais de plantação de fumo, todos no Sul do país, e suas datas, atrasadas, dificultando a discussão. Fumicultores também são amedrontados pela indústria, dizem.
Afirmam também que os senadores estão acolhendo somente os argumentos da indústria do fumo -de que a convenção trará prejuízos econômicos. Por que nosso Legislativo não assume posição de vanguarda e aprova algo contra um produto que causa 5 milhões de mortes por ano no mundo? É mais do que todas as guerras, diz Yamaguchi. Nós estamos vendo a situação do Congresso e estamos preocupados, porque nosso poder de fogo é pequeno. Que forças ocultas impedem os senadores?
O Brasil tem de depositar a convenção ratificada na ONU até o dia 7 de novembro deste ano para poder participar da primeira reunião dos países-membros, em fevereiro de 2006, quando serão discutidos os recursos que serão destinados ao tratamento de fumantes e auxílio a fumicultores.
O país é o segundo maior produtor do mundo de tabaco e o primeiro exportador. No entanto, outros grandes produtores, como China e Índia, já ratificaram a convenção ao lado de outros 83 países, diz Paula Johns, que diz ter ouvido de senadores como Jorge Bornhausen (PFL-SC) que o projeto não passará no Senado.
No próximo dia 28 de outubro, as entidades antitabagistas pretendem divulgar os nomes dos senadores que até agora não se manifestaram favoravelmente à convenção. Elas só receberam, até o momento, as confirmações de Eduardo Suplicy (PT-SP), Tião Viana (PT-AC), Paulo Paim (PT-RS) e Cristovam Buarque (sem partido, DF). (FABIANE LEITE)

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2