Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Ministro pedirá a Dilma que vete concessões à indústria (26/11/2011)
O Povo

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, criticou ontem as alterações que houve no texto da medida provisória de restrição ao fumo e que autorizam a volta da propaganda institucional de fabricantes de cigarro. A versão aprovada no Congresso Nacional, em Brasília, modifica o conteúdo original do Governo e permite que as empresas tabagistas patrocinem eventos e premiações.

 

Padilha pedirá que a presidente Dilma Rousseff vete esse trecho da MP. “Vamos sugerir à presidenta o veto de qualquer medida que autorize a indústria do tabaco a fazer propaganda em eventos culturais, esportivos, seminários. Para nós, isso não contribui para a política do País de restrição ao tabaco. De cada 10 homens que morrem por problemas pulmonares, oito são ex-fumantes. De cada 10 mulheres, seis são ex-fumantes”, citou o ministro.

Ontem, ele acompanhou Dilma na inauguração de novas unidades do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), na zona portuária do Rio.

Por meio de emendas à MP, parlamentares aprovaram a autorização para ações de marketing dos fabricantes de tabaco, que continuariam impedidos de anunciar marcas específicas de cigarro.

No passado, a indústria tabagista patrocinou festivais de jazz, de rock, de dança e campeonatos esportivos. As restrições à propaganda de cigarro ficaram mais rígidas do ano 2000 em diante.
 
Consumo

De acordo com o ministro, o consumo caiu de 35% em 1989 para 15% da população adulta. “A redução foi menor entre os que têm renda mais baixa, os mais jovens e as mulheres. As novas restrições pretendem atingir estas faixas da população em especial”, disse Padilha. (das agências de notícias)

 

 

ENTENDA A NOTÍCIA
Além do ponto criticado pelo ministro, a mesma MP ainda proíbe, em todo o País, o fumo em lugares fechados, mesmo em fumódromos. Também estabelece o aumento do preço e dos impostos sobre
o cigarro.
 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2