Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Philip Morris e revendedores tailandeses reclamam de imagens de doenças. Nova legislação diz que imagem deve cobrir quase totalmente o pacote. (26/6/2013)
O Globo

http://g1.globo.com/bemestar/noticia/2013/06/fabricante-de-cigarro-quer-processar-tailandia-por-alertas-em-macos.html

A fabricante de cigarros americana Philip Morris e mais de 1,4 mil revendedores tailandeses vão processar o Ministério da Saúde da Tailândia contra uma lei que exige que os pacotes de cigarro sejam praticamente cobertos por alertas contra o fumo, um representante do setor disse nesta quarta-feira (26).


A regulamentação entra em vigor em 2 de outubro e exige que 85% do espaço nos pacotes de cigarro – tanto na parte da frente quanto no verso – sejam dedicados a alertas em texto e imagens, algumas contendo fotos de pacientes com câncer.

Varaporn Namatra, diretora-executiva da Associação da Comércio de Tabaco Tailandesa, disse que a organização e a Philip Morris vão entrar com a ação para que a regulamentação seja invalidada até 4 de julho.


Segundo ela, os custos mais altos que seriam gerados pela decisão fariam os consumidores buscarem cigarros mais baratos e falsificados.
A Tailândia e a Austrália estão entre os países com os maiores alertas anti-fumo no mundo.


Atualmente, os alertas devem estar em 55% das embalagens de cigarro vendidas na Tailândia. O Ministério de Saúde Pública do país afirmou que 50 mil pessoas morrem em decorrência de doenças associadas ao fumo por ano na Tailândia.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2