Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

O brasileiro que só não vende na China (28/1/2006)
ACTBR

São Paulo, sábado, 28 de janeiro de 2006

DO ENVIADO ESPECIAL A DAVOS
Clovis Rossi


Antônio Monteiro de Castro, carioca, 59 anos, vende cigarros em 140 países, como presidente da BAT (British American Tobacco, que no Brasil chama-se Souza Cruz), mas carrega uma frustração: não deu certo a tentativa da BAT de entrar no maior mercado do mundo, o chinês.
Mercado tão portentoso que consome 2,5 vezes mais cigarros do que aqueles que vende a BAT, a maior produtora e distribuidora do planeta: são 1,7 trilhões de unidades/ano contra os 700 bilhões que Monteiro de Castro vende no resto do mundo.
Por que nem a poderosa BAT conseguiu entrar no mercado chinês? Simples: a nova potência mundial, menina dos olhos do capitalismo, protege o seu mercado e ainda por cima o entrega a um monopólio estatal, o da CNTC (Chinese National Tobacco Company). Ou seja, viola duas regras de ouro do pensamento hegemônico: nem abre o mercado nem privatiza a produção de cigarros. E ainda arrecada 8% do total dos impostos sobre a produção e comercialização de cigarros.
Pior para a BAT, que acreditava ter dois importantes ativos para penetrar no mercado chinês: um é o fato de que, antes do triunfo dos comunistas, nos anos 1950, 30% dos lucros da multinacional tabaqueira vinham precisamente da China.
Depois da vitória dos comunistas, o lendário Mao Tsé-tung, líder da revolução, do partido e do país até morrer, fumava o 555 State Express, lendária marca que a BAT preserva até hoje e vende na China, na microscópica cota de importação permitida pelos sucessores de Mao.
"Se um dia eles abrirem o mercado, a marca já estará lá", suspira Monteiro de Castro, que já foi o executivo-chefe da Souza Cruz, o braço brasileiro da multinacional britânica, passou a ser o comandante das operações da empresa na América Latina e, agora, chefia mundialmente uma empresa de 65 mil funcionários e 25 bilhões de libras esterlinas de valor de mercado (mais de R$ 100 bilhões). (CR)

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2