Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Imagem ajuda a reduzir tabagismo (16/1/2014)
Valor Econômico

http://www.valor.com.br/empresas/3396848/imagem-ajuda-reduzir-tabagismo

As imagens de advertência nas embalagens de cigarro fazem pensar mais sobre os riscos do tabagismo? Para 38,7% dos brasileiros fumantes, sim. É o que aponta uma pesquisa da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT), uma organização não-governamental.

Segundo Paula Johns, diretora executiva da entidade, a eficácia das fotografias impactantes na inibição ao fumo é comprovada cientificamente, embora não seja o motivador principal da queda, pela metade, do tabagismo no Brasil nos últimos 20 anos.

Um estudo do Instituto Nacional do Câncer (Inca), publicado em 2012 atribuiu 46% da redução do tabagismo no país ao aumento de preços, 17% às leis dos ambientes livres de fumo, 14% às restrições da publicidade e 8 % às imagens de advertência nos cigarros. O restante da queda, segundo o Inca, está ligado a campanhas midiáticas e tratamentos para parar de fumar.

O Brasil foi o segundo país do mundo – o primeiro foi o Canadá – a implementar a obrigatoriedade de imagens de advertência no cigarro, em 2001, por lei federal. Apenas dois anos depois, com Convenção – Quadro para o Controle d Tabaco, um tratado Internacional, esse tipo de iniciativa começou a se espalhar. Hoje, alcança mais de cem países.

Apesar de ter sido um dos pioneiros, o Brasil está hoje desatualizado sobre o tema. Somente a partir de 2016, segundo lei sancionada em 2011, os cigarros vendidos no país serão obrigados a estampar advertência de texto que ocupe 30% da parte da frente das embalagens. Isso já ocorre no Uruguai, no México e na Tailândia enquanto no Brasil permanece apenas a obrigatoriedade de ocupar 100% do verso das embalagens.
Segundo Paula, a discussão sobre embalagem genérica ( Sem apelo de marca e design) para cigarros ainda está “engatinhado” no Brasil, enquanto na Austrália já foi implementada.

A mesma lei que exigirá advertência na frente dos cigarros também prevê a proibição de publicidade no poto de venda e restrição de fumo em 100% dos ambientes fechados. Ainda falta, no entanto, um decreto federal para regulamentar essas duas questões.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2