Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Eleitor prefere não votar em candidato financiado pela indústria de armas e fumo (3/10/2014)
Agência Brasil

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2014-10/eleitor-prefere-nao-votar-em-candidato-financiado-pela-industria-de-armas-e-fumo

Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel
Pesquisa feita pelo Instituto Datafolha mostra que a maioria dos eleitores não vota em candidatos financiados pelas indústrias do fumo, de armas, álcool e agrotóxicos. O levantamento foi encomendado pela organização não governamental (ONG) Aliança de Controle do Tabagismo e Saúde.

De acordo com a pesquisa, 92% dos entrevistados responderam que não apoiam candidatos que recebam recursos de indústrias de armas. Em seguida, aparecem as indústrias de tabaco e de álcool (87% cada) e agrotóxico (82%), setores bancário (58%) e automobilístico (53%). A pesquisa ouviu 2.013 pessoas com mais de 16 anos de idade, no período de 4 a 8 de agosto, em 135 municípios.

A sondagem mostra ainda que 79% dos consultados consideram importante saber quem são os doadores de recursos para as campanhas eleitorais, porém 70% desconhecem qualquer informação a respeito. “É preciso que haja uma maior transparência”, defendeu Paula Johns, diretora executiva da Aliança de Controle do Tabagismo e Saúde.

Para a diretora, a pesquisa aponta que o eleitorado “tem uma consciência crítica sobre como essas empresas acabam influenciando as políticas públicas, as pessoas que elas elegem como seus representantes”. Na avaliação dela, há uma conscientização da população de que, se essas empresas estão financiando candidatos, é porque têm interesses próprios que querem que eles defendam.

Os setores que apresentaram os menores índices de rejeição pelos eleitores, em termos de financiamento à campanha de candidatos, foram os de confecções (44%) e de alimentos (38%).

Paula Johns destaca que “é muito difícil fazer esse rastreamento [da origem dos recursos recebidos pelo candidato]” . Isso se explica, segundo ela, porque as doações são feitas aos partidos. “O perfil de doação é para o diretório do partido e isso faz com que se diluam os laços entre a doação e o candidato”.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2