Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

MENOS FUMANTES (15/12/2014)
Jairo Bouer / O Estado de S. Paulo

http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,menos-fumantes-imp-,1606728


JAIRO BOUER
A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada na semana passada, mostrou que 15% dos adultos brasileiros acima de 18 anos são fumantes. Os resultados, divulgados pelo Estado, revelam ainda que se fuma mais nas áreas rurais do que nas urbanas e que houve uma queda de três pontos porcentuais no número de fumantes em cinco anos. Os dados anteriores, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad 2008), que usa metodologia semelhante, apontava 18% de fumantes no País.
Essa queda, uma tendência que vem sendo verificada nas últimas décadas, mostra que medidas como campanhas contra o cigarro, maior nível de informação da população sobre riscos do tabaco e derivados, restrição de publicidade e leis que proíbem o fumo parecem estar surtindo efeito.


Por falar em lei, desde o início de dezembro, entrou em vigor a lei antifumo em todo o País, que já existia desde 2011, mas só foi regulamentada no início deste semestre. Como já acontecia em São Paulo e no Rio, que tinham leis estaduais, fica proibido o consumo de cigarro em ambientes fechados de uso coletivo. Também ficam proibidos fumódromos e propagandas de cigarro nos pontos de venda (displays). Narguilé, charuto, cachimbo e cigarrilha também ficam proibidos em ambientes fechados, públicos ou privados.


Dados anteriores do Ministério da Saúde mostram que nas capitais o número de fumantes é ainda menor. Em 2006, 15,7% dos adultos fumavam e, em 2013, o número caiu para 11,3%. Só para comparação, no fim da década de 1980, quase 35% da população adulta fumava nas capitais. A meta do governo é que o número caia a 9% em 2022.
Apesar da queda, é bom alertar que ainda morrem cerca de 200 mil pessoas por causa do cigarro no País, todos os anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).


Frente de batalha. A lei antifumo define uma ampliação do espaço nas embalagens dedicado a imagens e textos de advertência sobre riscos e danos do produto, que agora deve contemplar 100% da face posterior e uma das laterais do maço. Até 2016, o espaço será aumentado ainda mais.


O maço é mais uma frente de batalha na luta contra o tabagismo. Na Austrália, desde 2012, vale o plain packaging - maços de cores discretas, sem marcas e com grandes imagens de advertência. Outros países, como Reino Unido, Irlanda, França e Nova Zelândia, estudam medidas semelhantes. A embalagem é considerada um grande atrativo para o consumidor de cigarro, além de ser espaço livre para a publicidade.
De acordo com reportagem da BBC Brasil, os especialistas esperam que, da mesma forma que a adoção de imagens fortes e obrigatórias nos maços rapidamente se expandiu no mundo (serão 95 países em 2016), a política do plain packaging também deva sofrer um efeito dominó.
Narguilé. A proibição do uso de narguilé nos ambientes fechados também deve ter um impacto importante no comportamento dos mais jovens, faixa da população em que o consumo é mais popular.


De acordo com reportagem do Estado, citando pesquisa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), 80% dos estudantes da área da saúde de São Paulo e 63% de Brasília, que fazem uso frequente de derivados de tabaco diferentes do cigarro, já experimentaram o narguilé. Outro curioso estudo, do Instituto de Tecnologia de Israel, mostra que o envolvimento em acidentes de trânsito entre usuários de narguilé é 40% maior do que entre os que não usam o artefato, possivelmente por uma menor oxigenação do cérebro. Como resultado: reflexos lentos, alterações visuais e falta de controle.


Os novos números da PNS e as evidências das novas pesquisas reforçam a importância de trabalhar prevenção ao uso de tabaco e derivados na população mais jovem e também na população potencialmente menos informada sobre seus riscos, que mora hoje em áreas rurais e longe das capitais.


JAIRO BOUER É PSIQUIATRA

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2