Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

O café no combate ao tabagismo e ao abuso de drogas (10/5/2006)
ACTBR

Fonte: Jornal o Tempo
10 de maio de 2006

Colunista: Elias Murad

O café forte, com elevado teor de cafeína, pode ajudar os fumantes crônicos a diminuir o consumo de cigarro ou mesmo a largar o hábito, e também, auxiliar os usuários de drogas a ficar livres de sua dependência.

O fumante geralmente procura a nicotina como auxiliar para sua memória, para aumentar sua atenção e também combater a depressão. A cafeína produzirá uma sensação de bem-estar, juntamente com o aumento da capacidade intelectual e melhor associação de idéias.

Caso o fumante substitua diariamente alguns cigarros por cerca de 6 xícaras de café, ele terá os mesmos efeitos estimulantes por maior período, sem grandes riscos á saúde.

Como a cafeína produz maior sensação de bem-estar do que a nicotina, os fumantes ficarão aptos a diminuir o número de cigarros que fumam diariamente ou mesmo chegar a parar.

Ação benéfica no efisema e na asma brônquica
O tabagismo é a maior causa da chamada doença pulmonar obstrutiva crônica, que tem como principais exemplos: a bronquite crônica e o enfisema. Já está cientificamente comprovado que a inalação da fumaça de um simples cigarro diminui o ritmo do fluxo expiratório do ar, dos pulmões.

Por outro lado, se demonstrou, recentemente, que a cafeína tem uma poderosa ação broncodilatadora nos pacientes asmáticos, o que não é de se admirar, uma vez que seu homólogo químico, a teofilina, é um conhecido e usado broncodilatador.

A administração prévia de um café forte produz uma boa proteção contra a diminuição da velocidade do fluxo expiratório, protegendo esses indivíduos contra broncoespasmos provocados pelo cigarro.

A ingestão regular de café, com elevado teor de cafeína, pode trazer benefícios aos pacientes asmáticos, bem como retardar o aparecimento de doença crônica obstrutiva pulmonar nos fumantes.

O café contra o abuso de drogas
Os indivíduos abusam, geralmente, das drogas chamadas psicotrópicas, isto é, que têm tropismo, atração, afinidade pela mente, ou seja, que agem sobre o cérebro. Tais drogas, quando usadas abusivamente, levam ao estado da dependência psicológica e/ou física.

As drogas que provocam dependência geralmente produzem um ou mais dos seguintes efeitos: elevação de humor, bem estar ou euforia; redução da ansiedade, tensão nervosa ou depressão; aumento da sensação da habilidade física e mental; alterações das percepções, às vezes com alucinações e mudanças comportamentais.

O café, através da cafeína que contém, é um estimulante do Sistema Nervoso Central (SNC).

Tanto assim que algumas pessoas têm enorme prazer quando bebem café e conseguem ficar acordadas, estudar, ler durante mais tempo e realizar outras tarefas. Uma ou mais xícaras de um café forte estimulam no cérebro alguns dos efeitos das drogas que provocam dependência.

Como, geralmente, os indivíduos usam drogas em busca das sensações agradáveis acima citadas (estado de bemestar, excitação ou euforia, elevação do humor etc.), o café, com seu elevado teor de cafeína pode ajudá-los e talvez leválos a substituir as drogas, das quais são dependentes ( cocaína, anfetaminas e outros estimulantes etc.) pela cafeína.

A ação estimulante do SNC, elevando o humor, prevenindo a depressão e aumentado a atividade intelectual, pode representar um auxiliar precioso para o controle do abuso dessas drogas.

E-mail: eliasmurad@cmbh.mg.gov.br

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2