Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Deixar adolescente experimentar álcool e cigarro é estratégia perigosa (23/11/2015)
UOL

http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2015/11/23/deixar-adolescente-experimentar-alcool-e-cigarro-e-estrategia-perigosa.htm

"Minha filha experimentou bebidas alcoólicas do meu copo, a partir dos 14 anos. Em Natal ou outras festas, eu a deixava tomar um gole de espumante, vinho ou cerveja. Preferi que ela conhecesse o sabor dessas bebidas sob a minha supervisão, para que não fosse compelida a experimentar de forma errada ou exagerada com amigos. Hoje, ela não bebe bebidas alcoólicas nem em bares nem em festas. Não gosta sequer do cheiro", conta a cobradora de banco Ana Lucia Paulo Vargas, 48.

 

A exemplo de Ana Lucia, muitos pais acreditam que permitir que o filho consuma bebidas alcoólicas ou fume dentro de casa desestimulará o uso na rua e o envolvimento com outras drogas. Isso porque a curiosidade pelo novo terá sido sanada. Com a filha da cobradora de banco, a estratégia funcionou. Porém, especialistas entrevistados pelo UOL dizem que esse não é o melhor caminho para incutir bons hábitos nos filhos.

O psiquiatra Montezuma Pimenta Ferreira, do Hospital Sírio-Libanês e do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo), afirma que deixar os jovens experimentarem bebidas e cigarro dentro de casa pode expô-los precocemente a substâncias nocivas.

"Quanto mais cedo a pessoa utiliza a droga, mais ela corre o risco de dependência", diz. De acordo com o psiquiatra, o perigo é ainda mais acentuado no caso do cigarro. "A maioria das pessoas que consome torna-se dependente da nicotina."

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2