Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

OPAS/OMS premiará acadêmicos canadenses e norte-americanos, além de ONG brasileira, por seus trabalhos em prol do controle do tabagismo (27/5/2016)
OPAS

http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5126%3Aopasoms-premiara-academicos-canadenses-e-norte-americanos-alem-de-ong-brasileira-por-seus-trabalhos-em-prol-do-controle-do-tabagismo-&catid=845%3Abra-03-b-noticias&Itemid=839

27 de maio de 2016 — A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) honrará dois acadêmicos do Canadá e Estados Unidos, além de uma organização não governamental brasileira, como vencedores do prêmio regional 2016 World No Tobacco Day (WNTD). Apresentada a cada ano, a premiação reconhece as notáveis contribuições para o avanço nas políticas e medidas da Convenção Quadro para o Controle do Tabaco da OMS.

Conforme descrito nas diretrizes da Convenção da OMS, a embalagem padronizada restringe ou proíbe o uso de logotipos, cores, imagens da marca ou informações – permite apenas os nomes da marca e do produto em cor e fonte padrão.

“A embalagem padronizada é uma intervenção baseada em evidências que podem melhorar o efeito das advertências de saúde nos maços”, disse Adriana Blanco, assessora da OPAS/OMS sobre controle do tabaco. “Os ganhadores deste ano ajudaram a construir a base de evidências referentes ao impacto dos maços de cigarros e as advertências sanitárias sobre o consumo do tabaco e como a sociedade civil pode ajudar no controle total do tabaco, como aconteceu no Brasil”.

Os vencedores regionais deste ano são:

  • A Aliança de Controle do Tabagismo é reconhecida por sua defesa da embalagem padronizadara por meio da mídia e campanhas nas redes sociais, pressão junto ao Congresso Nacional brasileiro e invalidação dos argumentos falaciosos publicados pela International Tobacco Growers Association. A ONG conseguiu o apoio da sociedade civil em prol das embalagens padronizadas e outras medidas de controle do tabaco entre membros de associações médicas, grupos de defesa de pacientes com câncer e grupos de saúde da mulher, entre outros que defendem meios de vida sustentáveis. O prêmio será entregue a Paula Johns, diretora executiva da Aliança.
  • David Hammond, professor da University of Waterloo’s School of Public Health and Health Systems, no Canadá, será premiado por sua experiência na defesa da regulação das embalagens de tabaco. Ele participou como especialista no Grupo Assessor para embalagens padronizadas de produtos derivados do tabaco no Departamento de Saúde e Envelhecimento da Austrália; como assessor da Comissão Europeia sobre produtos derivados do tabaco; e também como especialista em nome dos governos em litígio decorrentes dessa indústria.
  • James F. Thrasher, professor associado da University of South Carolinas Arnold School of Public Health, nos Estados Unidos, e pesquisador convidado do Instituto Nacional de Saúde Pública do México, será reconhecido por suas pesquisas sobre embalagens e rotulagens nos produtos derivados do tabaco e os efeitos da comunicação e de políticas de massa na percepção e no comportamento relacionados ao tabagismo. Seus estudos recentes examinaram o impacto das imagens de advertência nos jovens adultos que fumam na Austrália, Canadá, México e Estados Unidos e a influência das rotulagens em cigarros na percepção de risco no México, China, Índia, Bangladesh, Alemanha, Coreia do Sul e Estados Unidos.

Os prêmios regionais serão entregues em 31 de maio, durante o evento de comemoração do Dia Mundial Sem Tabaco na sede da OPAS/OMS, em Washington, nos Estados Unidos.

O Convenção Quadro para o Controle do Tabaco foi o primeiro tratado do mundo negociado sob a coordenação da OMS e entrou em vigor em 2005. Trata-se de um acordo legalmente vinculante, em que os Estados-Membros se comprometem a aplicar uma série de medidas para controle do tabaco, com o objetivo de reduzir seu consumo e salvar vidas.

Na região das Américas, 30 países ratificaram o Convênio e vários outros têm feito progressos significativos na aplicação de suas disposições, em particular as que se referem aos espaços públicos fechados livres do tabaco e as advertências de saúde nas embalagens de cigarro.

O tabaco é o único produto de consumo legal que mata até a metade de seus usuários habituais. A nível mundial, uma pessoa morre com doenças relacionadas ao tabaco a cada seis segundos aproximadamente, o equivalente a quase 6 milhões de vidas perdidas a cada ano. A estimativa é que, para o ano de 2030, este número suba para 8 milhões de pessoas e mais de 80% das mortes evitáveis acontecerão com pessoas que vivem em países de baixa e média renda.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2