Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Centro de Oncologia continua em Campanha nas Escolas e Empresas - Sergipe (26/5/2006)
ACTBR

Fonte: http://www.agencia.se.gov.br/HomePages/asn.nsf/0/484a0bd2fd39d2d803257179005c503a?OpenDocument
Sexta-feira, 26 de maio de 2006

A coordenação do Centro de Oncologia Dr. Oswaldo Leite, do Hospital Governador João Alves Filho, continua em campanha com o Projeto “Prevenção de Câncer nas Escolas e Empresas”, através de palestras e debates com profissionais qualificados em oncologia. O objetivo da continuidade é alertar as pessoas para o crescimento da doença, os fatores de risco de câncer através da prevenção para os estudantes das rede pública e privada, além de empresas, órgãos públicos, entidades, ONGs e outros segmentos que tenham interesse pelo assunto. Diagnosticar precocemente casos de câncer e oferecer à população através de exames preventivos gratuitos e orientações sobre hábitos saudáveis são as propostas da equipe multidisciplinar que atua no centro, coordenado pelo oncologista Roberto Queiroz Gurgel e pela gerente administrativa Ana Virgínia Eloy.

No próximo dia 31, será comemorado o Dia Mundial do Combate ao Tabagismo, com isso os profissionais estão com agendas abertas para as escolas que tenham interesse em levar o assunto para sala de aula. É só ligar e agendar o dia e horário. De acordo com o oncologista Antônio Carlos Freitas, o principal objetivo do projeto é educar e conscientizar os fumantes e a população em geral sobre os malefícios provocados pelo fumo.


Segundo o especialista, somente através da prevenção haverá a redução do número de casos e, consequentemente, os registros de óbitos. “O fumo continua sendo uma das principais causas do câncer de pulmão”, afirmou Antônio Freitas, ao acrescentar que 90% dos casos diagnosticados estão associados ao consumo do tabaco. Freitas ressaltou que os principais sintomas da doença são tosse crônica, perda de peso, escarro hemóptico com manchas de sangue, falta de ar ao respirar, chiado e dor no peito, dor no tórax e fadiga. “Em média 30% da fumaça de um cigarro ficam concentrados no local onde a pessoa fumou. Isso significa que num ambiente fechado o fumante passivo pode fumar o equivalente a quatro cigarros”, disse o médico.

No Brasil, o câncer ocupa o segundo lugar como causa de morte por doença. Esse panorama é preocupante, pois demonstram que esse sério problema vem se agravando gradativamente, apesar de importantes avanços tecnológicos alcançados nas áreas de diagnósticos e de tratamento, o que confirma a importância de medidas voltadas para a prevenção.

Atualmente o câncer de pulmão apresenta um crescimento em torno de 10% ao ano na sua incidência mundial, segundo revelam dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) , estando em terceiro lugar em incidência na população masculina, só sendo superado pelo cânceres de pele e de próstata; e sexto em incidência na população feminina, representando assim um grave problema de saúde pública no país. Ainda de acordo com a pesquisa, o câncer de pulmão aparece como o tipo mais letal, responsável por mais de 14 mil óbitos e 15% das mortes ocorridas em 2005.

Para o ano de 2006, as estimativas são superiores a 17 mil mortes entre homens e mulheres decorrentes do câncer de pulmão. O Centro de Oncologia conta também com a colaboração dos voluntários do Grupo U.T.rIso, que trabalham em parceria na recuperação dos pacientes internados na unidade de saúde, dentro do Projeto de Humanização Hospitalar, coordenado pela administradora Fátima Basto.

As pessoas interessadas em mais esclarecimentos sobre as palestras devem entrar em contato com Ana Virgínia Eloy, pelo fone: (79) 3216-2818 / 2819

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2