Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Novas formas de promoção na África do Sul (28/1/2004)
Tradução livre de Paula Johns

Fonte: Financial Times, 27 Janeiro 2004

Passando ao largo da proibição da publicidade

Na África do Sul, a BAT (British American Tobacco) encontrou uma forma criativa de passar ao largo da proibição da publicidade. Segundo artigo publicado no Financial Times organiza festas para promover suas marcas.

É uma bela noite de verão na Cidade do Cabo. Sob o por-do-sol, jovens bonitos, bronzeados e bem vestidos chegam em seus carros de último modelo para uma festa privada em Llandudno, um bairro residencial de elite na cidade sul africana.

A ocasião é uma festa privada promovida pela multinacional BAT, que convidou seus fieis fumantes para uma noite agradável. A Empresa, que detem o monopólio no mercado de cigarros da África do Sul, realizou várias dessas festas no período de férias natalinas, quando pessoas de todo o país vem para a Cidade do Cabo para comemorar as festas de fim de ano.

A África do Sul aprovou uma lei proibindo propaganda, patrocínio e promoção de tabaco em Abril de 2001, dois anos antes da Inglaterra tomar a mesma medida.

A partir dai, a BAT concentra suas atividades em "marketing consentido" utilizando suas bases de dados de consumidores. O porta voz da empresa na África do Sul, Simon Millson, diz que o foco agora é na comunicação direta com cada cliente.

A empresa emprega Relações Públicas (RP) que conversam diretamente com consumidores em clubes, boites e praias. Cada RP aborda no mínimo 10 pessoas diariamente. Eles circulam pela cidade em carros com ícones com as mesmas cores que as marcas de cigarro. É através das informações contidas em suas bases de dados que a BAT programa eventos para os diversos perfis de consumidores.

A empresa enfatiza que se comunica apenas com pessoas que já são fumantes e que tem acima de 18 anos. Também dizem que, embora dominem 95% do mercado no país, o objetivo é fazer com que as pessoas consumam marcas mais caras para melhorar sua margem de lucro e que a intenção não é fazer com que não-fumantes se tornem fumantes.

Full FT article (Subscription only):
http://search.ft.com/search/article.html?id=040126005310
Source: Financial Times, 27 January 2004

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2