Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Fumo durante a gravidez relacionado a Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) (23/1/2004)
Por Um Mundo Sem Tabaco

Reuters - 20 de novembro de 2003

Nova York - Mulheres que fumam durante a gravidez parecem apresentar um risco maior de ter uma criança com a Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), de acordo com pesquisadores do Reino Unido.

Dra. Anita Thapar, da Escola de Medicina da Universidade de Gales, e colaboradores usaram questionários para avaliar os sintomas de crianças com TDAH, fumo materno durante a gravidez, sintomas de transtorno de conduta, e adversidade familiar, numa população amostral de 1452 pares de gêmeos.

Fatores genéticos foram identificados na maioria dos casos de TDAH, de acordo com o que os pesquisadores relataram num artigo do American Journal of Psychiatry, em novembro. Entretanto, eles também notaram uma associação significativa entre fumo durante a gravidez e o desenvolvimento de sintomas de TDAH em crianças.

Quando a equipe reavaliou os dados, após levar em consideração os efeitos da adversidade social, peso ao nascer, e escores de comportamento anti-social, o tabagismo materno teve uma influência significativa no desenvolvimento de sintomas de TDAH.

“Nossas descobertas superaram trabalhos anteriores por ser o primeiro estudo a demonstrar que a associação do tabagismo pré-natal com TDAH continua até mesmo quando a contribuição genética para os sintomas de TDAH é incluída”, concluíram Thapar e colaboradores.

http://story.news.yahoo.com/news?tmpl=story&ncid=1437&e=1&u=/nm/20031120/hl_nm/smoking_pregnancy_dc&sid=95864961


 FONTE: American Journal of Psychiatry, Novembro de 2003.
Am J Psychiatry 160:1985-1989, Novembro de 2003

Anita Thapar, M.B., Ph.D., M.R.C.Psych., Tom Fowler, B.Sc., Frances Rice,
Ph.D., Jane Scourfield, M.R.C.Psych., Ph.D., Marianne van den Bree, Ph.D.,
Hollie Thomas, D.Phil., Gordon Harold, Ph.D., and Dale Hay, Ph.D.



OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi examinar se o tabagismo durante a gravidez está associado com sintomas de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) nos filhos e se estes efeitos são adicionais às influências genéticas.

MÉTODO: Crianças com sintomas de TDAH (dados fornecidos por pais e professores), fumo materno durante a gravidez, sintomas de transtorno de conduta, e adversidade familiar foram avaliados com questionários para uma amostra de base populacional de gêmeos (1.452 pares de gêmeos de 5 a 16 anos).

RESULTADOS: Ainda que a influência genética seja importante, o fumo materno durante a gravidez apresentou uma associação significativa com TDAH entre os filhos destas mães. O tabagismo materno continuou como uma influência significativa quando outros fatores foram levados em consideração.


CONCLUSÔES: O fumo materno durante a gravidez parece apresentar uma associação com sintomas de TDAH nos filhos, que é adicional aos efeitos genéticos e não atribuível a efeitos conjuntos, viés clínico ou co-variação com comportamento anti-social.



http://ajp.psychiatryonline.org/cgi/content/abstract/160/11/1985

 
Ms. Jacqui Drope
Editor
GLOBALink
UICC

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2