Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

O Tabaco e os acordos de livre comércio (5/3/2004)
Release BMJ

O Tabaco deve ser excluído dos acordos de livre comércio

 

Segundo pesquisadores do BMJ (British Medical Journal), o tabaco deve ser excluído dos acordos de livro comércio, para proteger a saúde.

 

Esta demanda surge no momento em que a União Européia e o Mercosul retomam as negociações para um acordo de livre comércio.

 

Diariamente, os médicos se deparam com os efeitos mortíferos do cigarro. Enquanto a liberalização do comércio traz benefícios, a liberalização do tabaco significa aumento de consumo que inevitavelmente provoca mais doenças e mortes.

 

A exclusão do tabaco dos acordos de livre comércio representa uma medida de proteção a saúde. É também compatível com a legislação internacional, que exclui outros produtos letais como minas, e com o engajamento da Organização Mundial do Comércio em proteger a vida humana.

 

Os representantes da União Européia e do Mercosul devem agir no sentido de proteger a saúde das gerações presentes e futuras excluindo o tabaco deste acordo. Esta medida além de demonstrar liderança abriria um precedente importante para futuros acordos de livre comércio, seja ele bilateral, regional ou internacional, é o que concluem os médicos.

 

Sinead Jones, Associação Médica Britânica (sjones@bma.org.uk )

Eduardo Bianco, Sindicato Médico do Uruguay (biamau@adinet.com.uy )

 

Fonte: http://bmj.com/cgi/content/full/328/7439/581

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2