Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Souza Cruz investirá R$ 300 milhões no RS e deve ter benefícios do governo gaúcho (28/4/2004)
Por Um Mundo Sem Tabaco

IG Notícias, 15/04/2004,Economia

 

A Souza Cruz, empresa líder no mercado brasileiro de cigarros e na exportação de fumo, deve receber incentivos fiscais do governo do Rio Grande do Sul, para realizar um investimento de R$ 300 milhões em seu complexo industrial na cidade de Cachoeirinha.

 

De acordo com informações divulgadas pela imprensa, os benefícios, que entrarão em vigor em 2005, reduzirão para no máximo 18% a alíquota de isenção de ICMS até 2006. A partir de 2007, o percentual sobe para a faixa de 24% a 29%, respeitado o compromisso de recolhimento mínimo anual do tributo da ordem de R$ 140 milhões.

 

Segundo a assessoria de imprensa da Souza Cruz, a negociação ainda não envolveu a empresa, já que foi decidida entre membros do conselho diretor do Fundo Operação-Empresa, do governo gaúcho. Desta maneira, a formalização do acordo depende da assinatura de um protocolo, que deve ocorrer nos próximos meses, afirma a assessoria. Estratégia de centralização das operações no RS.

 

 A fábrica de cigarros da cidade de Cachoeirinha foi inaugurada em 2003, tornando-se segunda fábrica da empresa. Como a fábrica é recém-inaugurada, não haverá aumento de capacidade de produção. O investimento irá contemplar a transferência, para o Rio Grande do Sul, de um centro de pesquisa e desenvolvimento (P&D), um parque gráfico e armazéns refrigerados. Desta maneira, a transferência faz parte da estratégia da Souza Cruz de centralizar suas operações no RS.

 

Segundo a empresa, o centro de P&D e o parque gráfico, serão transferidos do Rio de Janeiro. Já na área de armazenagem, as instalações se localizam atualmente nas cidades de Santa Cruz do Sul (RS), Brusque (SC) e Blumenau (SC). Analistas opinam sobre investimento - De acordo com analistas da Socopa, a Souza Cruz tende a ser beneficiada pelo acordo, pela redução da alíquota do ICMS na venda de seus produtos. Acreditando em reflexos positivos nas ações da empresa, a Socopa estima um preço-alvo de R$ 36,41 para os papéis preferenciais da empresa.

 

Por outro lado, a corretora Fator está um pouco mais pessimista com as ações da empresa, considerando os papéis não atraentes. Como o benefício do ICMS não é tão elevado, os analistas aguardam que a empresa divulgue maiores detalhes da operação.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2