Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

DIETA DE RISCO (5/5/2005)
ACTBR

Fonte: Folha de São Paulo, 5 de maio de 2005

Produtora diz que prefere ser fumante magra a gorda saudável

Camila tem medo de engordar

Antônio Gaudério/Folha Imagem
Camila Andrietta, 25, que afirma não abandonar os cigarros por temer aumentar medidas


LUÍSA BRITO
DA REPORTAGEM LOCAL

A despeito do que mostra a pesquisa escocesa, entre as brasileiras é comum a crença de que fumar ajuda a emagrecer. Mesmo fazendo dieta, elas dizem acreditar que o cigarro é essencial na luta pela perda de peso porque evita que elas descontem a ansiedade em comida.
Com 25 anos, 1,72 m e 65 kg, a produtora de vídeos mineira Camila Andrietta diz que não deixa o cigarro por temer ganhar alguns quilinhos. "Prefiro ser uma fumante magra a uma saudável gorda", resume. Ela diz ter sido uma adolescente gordinha que pesava 81 kg e não quer voltar a "virar uma bola".
Camila, que fuma desde os 17 anos, conta já ter tentando parar cinco vezes e desistiu porque engordou. "Na última vez, ganhei cinco quilos em dois meses", afirma. Hoje em dia, quando sente fome e não quer comer, ela fuma um cigarro atrás do outro até se sentir saciada.
Apesar de fazer regime constantemente e exercícios quatro vezes por semana, Camila acredita que sem o cigarro não conseguiria emagrecer. "Ele me ajuda a evitar os doces." Ela fuma um maço por dia.
A assistente de atendimento Daniela Camila, 22, 1,70 m e 71 kg, fez promessa para deixar de fumar assim que conseguir perder nove quilos.
"Quero emagrecer até 62 kg porque quando parar de fumar sei que vou engordar uns 2 kg e fico com 64 kg, meu peso correto", declarou. Ela conta que com a ajuda da dieta, já conseguiu diminuir o cigarro de um maço, para meio maço por dia.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2