Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Fumódromos são mantidos no Rio, apesar de proibição (3/6/2008)
Fabiana Fregona


Novas regras

Publicada em 03/06/2008 às 00h14m

O Globo Online

RIO - No primeiro dia útil após a publicação da lei que proíbe o fumo em ambientes fechados do Rio, alguns estabelecimentos resistem à decisão, de acordo com reportagem do jornal "O Globo". O Tribunal de Justiça do Rio, por exemplo, manteve a área reservada aos fumantes junto às janelas. O mesmo aconteceu em escritórios do Centro. No sábado, o Porcão foi multado em R$ 2 mil por permitir que um cliente fumasse na churrascaria . Nesta segunda, equipes da Vigilância Sanitária vistoriaram vários estabelecimentos, mas não houve qualquer flagrante de desrespeito.

O mesmo TJ que permite o fumo em seus corredores negou o pedido de liminar do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio (Sind-Rio), que havia entrado com mandado de segurança contra o decreto.

- O consumidor não entende que não é uma escolha, nós temos que acatar - disse Pedro de Lamare, diretor do Sind-Rio.

A Vigilância Sanitária continuará fazendo operações para coibir o fumo em locais proibidos. Até a noite de ontem, num balanço preliminar, nenhuma multa havia sido aplicada em bares e restaurantes de Ipanema, Centro, Tijuca, Barra e Leblon. Denúncias podem ser feitas pelo número 2503-2280, das 8h às 17h, ou para 9978-4909, durante 24 horas.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2