Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Ceará - Campanha contra o cigarro mostra um lado pouco explorado (29/8/2006)
Paula Johns

Canal Última Hora
TV Verdes Mares - 29/08/2006 - 08:30

Campanha contra o cigarro mostra um lado pouco explorado

É a do fumante passivo.

A campanha contra o cigarro mostra um lado pouco explorado: o do fumante passivo. O apelo é para que o fumante largue o cigarro por amor à família. Uma decisão que pode salvar muitas vidas. Pintura, colagem, tecelagem. Alberto Castelo Branco, aposentado, apresenta com orgulho as armas que usou para deixar o cigarro. Um nó após o outro. As mãos dele agora tem arte para se ocupar. E surgem cintos e faixas femininas. Foram 60 anos de vida fumando um a dois maços de cigarro por dia. Há quase um ano Alberto tomou uma decisão que não poderia mais ser adiada: parar de fumar. Hoje se considera um vencedor.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) o cigarro é responsável por uma epidemia generalizada. É a principal causa de mortes que poderiam ser evitadas. Só no Brasil 200 mil pessoas morrem a cada ano por causa do cigarro. E o mais grave: metade das vítimas são pessoas em idade produtiva - dos 35 anos 69 anos. Mais de 50 doenças relacionadas ao cigarro já foram catalogadas. É ele o responsável por 80% a 90% das mortes por câncer de pulmão, 80% pela bronquite crônica e 30% dos infartos do coração. 

Este ano a campanha contra o cigarro tenta sensibilizar os fumantes de uma forma diferente: através da vida e da saúde dos familiares dessas pessoas, que acabam se tornando fumantes passivos. A campanha diz: cigarro, por amor, pare! A pneumologista Tânia Brígido, que todos os dias atende vítimas de doenças do cigarro, explica como os fumantes passivos também correm riscos.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2