Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Nicotina aumentou 10% em cigarros dos EUA, diz estudo (1/9/2006)
Paula Johns

Fonte: BBCBrasil.com
31 de agosto de 2006
 
http://www.bbc.co.uk/portuguese/reporterbbc/story/2006/08/060831_nicotinaumentocg.shtml
 
A quantidade de nicotina nos cigarros aumentou em um período de seis anos, de acordo com um estudo feito pelo Departamento de Saúde Pública do Estado de Massachusetts, nos Estados Unidos.

Os pesquisadores constataram que no geral houve um aumento de 10% nos níveis da droga em 160 marcas de cigarros entre os anos de 1998 e 2004.

As análises foram feitas em Boston, com base nos índices fornecidos pelas próprias empresas que, pela lei de Massachusetts, são obrigadas a medir e divulgar os níveis de nicotina dos cigarros que vendem.

"Em 2004, 93% de todas as marcas de cigarro tinham alto teor de nicotina", afirma o estudo publicado no site do Departamento.

Jovens

Os pesquisadores destacam que as marcas mais populares entre jovens dos Estados Unidos registraram aumentos "significativos" de nicotina.

"Marlboro, Newport e Camel, as três marcas mais populares entre fumantes jovens, têm significativamente mais nicotina", diz o estudo.

"Kool, uma popular marca de cigarros mentolados, teve um aumento de 20%. Mais de dois terços de fumantes afro-americanos fumam marcas mentoladas."

Médicos alertam que cigarros mais fortes são mais viciantes e mais difíceis de largar.

O estudo destaca outros efeitos nocivos da nicotina, como o que exerce sobre os níveis de açúcar no sangue, elevando os riscos dos fumantes de desenvolver diabetes e dificultando o controle da doença para aqueles que já a têm.

Também é mencionado o risco de a nicotina prejudicar os efeitos de medicamentos para asma, pressão alta e depressão.

"Nós queremos que os profissionais de saúde saibam que os fumantes estão recebendo mais nicotina do que no passado e podem precisar de mais ajuda para tentar largar (o vício)", afirmou o comissário do Departamento de Saúde Pública de Massachusetts, Paul Cote.

As grandes empresas de cigarro sempre disseram que estavam sendo francas com os riscos à saúde acarretados pelo fumo e forneciam detalhes suficientes para as pessoas tomarem decisões informadas.

Nenhuma delas, no entanto, se dispôs a falar com a BBC sobre os índices de nicotina dos cigarros que fabricam.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2