Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Número de fumantes é menor do que há uma década (5/6/2006)
ACTBR

Fonte: O Nacional - Passo Fundo - RS
3/06

Conforme a coordenadora regional de Controle do Tabagismo, médica Miriam Ferrari, as doenças conseqüentes do fumo são as que mais matam no estado. O cigarro mata sozinho mais do que acidentes de trânsito, homicídios e Aids somados. "Morrer todos morrem, mas essas mortes são muito precoces", observa. Cada cigarro fumado diminui em média 8 minutos de vida de um indivíduo. Miriam explica que o cigarro enfraquece a imunidade do organismo. Nos locais em que a fumaça tem maior impacto - vias aéreas, boca, faringe, laringe e via respiratória - as infecções são mais freqüentes e os índices de câncer, bronquite crônica e enfisema são maiores. A médica salienta que o tabaco é a causa de 25% a 40% de todas as doenças cardiovasculares.
Além disso, o cigarro é responsável pela primeira causa de morte em homens no estado, o câncer de pulmão. ! A doença que mais mata mulheres no Rio Grande do Sul é o câncer de mama, que não está diretamente relacionado ao uso do cigarro, mas é conseqüência, já que fumar piora a imunidade.
Para a coordenadora, o número de fumantes hoje é menor do que há dez anos. Ela explica que antigamente fumar era sinônimo de status e também indicava a entrada na fase adulta. "Há uma década, cerca de 32% da população adulta era fumante. Hoje esse número é de 25%", complementa.
Ela frisa que trabalhos dentro das escolas no sentido de conscientizar os futuros adultos são muito importantes. A proibição das propagandas de cigarro e a associação da imagem do fumante à da pessoa doente também são fatores que minimizaram o número de viciados em tabaco.

Concurso de cartazes sobre tabagismo

O Dia Mundial sem Tabaco foi marcado por um evento de premiação que aconteceu nas dependências da 6ª CRS. Escolas estaduais de Passo Fundo participaram do Programa de Control! e do Tabagismo e outros fatores de risco de câncer. Para marcar a data , foi realizado o 2º Concurso de Cartazes sobre o Tabagismo. Os alunos que confeccionaram os melhores cartazes de cada escola estadual participante receberam certificados e os três melhores no geral conquistaram um troféu.
As escolas estaduais de ensino fundamental participantes foram Ernesto Tochetto, Irmã Maria Margarida, Anna Willig, Salomão Iochpe, Escola Aberta, Wolmar Salton e Jerônimo Coelho; e as escolas de ensino médio, Protásio Alves, Eenav e Cecy Leite Costa.
A aluna Débora Michels, da escola Protásio Alves, foi premiada com o terceiro lugar. O segundo lugar foi para Diogo da Silva Mattos, da escola Salomão Iochpe, e o grande vencedor foi Lucas da Silva Santos, estudante da Escola Aberta.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2