Artigos
Dados
Fatos em Destaque
Pesquisas
Publicações
Notícias
Rede DCNT

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Consumo responsável para além do barman (27/10/2014)
Carlos Brito / Folha de S. Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/192675-consumo-responsavel-para-alem-do-barman.shtml

NOTA DA ACT+: Artigo do presidente da InBev sobre responsabilidade social na venda de bebidas alcóolicas. Para pesquisadores da área de álcool, é difícil estabelecer níveis seguros de consumo de álcool, pois variam de acordo com cada pessoa. As medidas mais eficazes são aumento de impostos e preços, proibição da propaganda destes produtos e dificultar o acesso à compra.

Abaixo, leia o artigo:

Consumo responsável para além do barman
Evitar o consumo indevido de bebidas alcoólicas exige a participação da indústria, consumidores, pais, amigos, educadores e autoridades

Atendentes e vendedores de bebidas alcoólicas são fundamentais para reforçar a cultura de consumo responsável. A decisão de um barman de continuar a servir --ou não-- vem à mente. Mas e quanto ao papel do garçom em seu restaurante favorito? Ou o do operador de caixa da mercearia do seu bairro? Esses profissionais podem influenciar a escolha de uma pessoa para beber com responsabilidade.

Enquanto a maioria dos consumidores opta por beber de forma responsável, evitar o consumo indevido exige a participação ativa de diversos agentes da sociedade --indústria, consumidores, pais, amigos, educadores, e autoridades.

Como parte de sua estratégia global para reduzir o uso nocivo do álcool, a Organização Mundial da Saúde quer a promulgação de políticas que garantam treinamento sobre serviço responsável, incluindo questões relacionadas à prevenção, identificação e administração do consumo indevido.

O estudo "Perspectivas Internacionais sobre o Serviço Responsável e a Venda de Bebidas Alcoólicas", encomendado pela AB InBev, mostra uma importante oportunidade. Embora os dados confirmem que os membros da família têm a maior influência sobre atitudes em relação ao consumo responsável, pouco mais de um em cada três adultos (36%) gostaria de receber dicas de consumo responsável de atendentes e vendedores.

Isso inclui ouvir de um garçom quando é o momento de diminuir o consumo, comer alguma coisa ou até mesmo parar de beber. E quase metade desses adultos (45%) está aberta a sugestões desses profissionais sobre pegar uma carona para casa em segurança.

A pesquisa entrevistou cerca de 8.000 adultos em idade legal para beber em oito países (Argentina, Bélgica, Brasil, China, Alemanha, México, Reino Unido e EUA).

O levantamento aponta também que, a cada dia, mais de 30 milhões de adultos nesses países têm a sua identificação verificada na compra de bebidas alcoólicas. O RG dos brasileiros, ao longo de um ano, é solicitado em média 29 vezes nos pontos de venda de bebida alcoólica, número alinhado com a média global de 30 solicitações. Os EUA lideram o ranking com 47 ao ano.

A verificação também varia de acordo com o sexo. A pesquisa mostra que, em todo o mundo, os homens têm 30% mais chances de serem abordados. E a maioria dos consumidores afirma não se importar ou sente-se lisonjeada quando é abordada, em vez de sentir-se incomodada ou constrangida.

Embora existam diferenças locais na forma de consumo e venda de bebidas alcoólicas, o treinamento é fundamental. No Brasil, a Ambev desenvolve um programa bastante consolidado. Em setembro, 60 mil pessoas que atuam com a venda desses produtos foram treinadas em prol da venda responsável. Até o fim de 2014, serão 125 mil.

As melhores práticas de treinamento devem ser compartilhadas de forma ampla. Os esforços da empresa visam expandir o impacto dessas ações. O trabalho em conjunto para criar e apoiar uma rede de atendentes e vendedores ajuda a promover um comportamento de consumo responsável e a fazer com que as comunidades sejam mais seguras.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2