Artigos
Dados
Fatos em Destaque
Pesquisas
Publicações
Notícias
Rede DCNT

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Em 8 anos, número de brasileiros acima do peso cresce 10% (16/4/2015)
Folha de S. Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cienciasaude/216077-em-8-anos-numero-de-brasileiros-acima-do-peso-cresce-10.shtml

Fatia dos brasileiros com IMC acima de 25 subiu de 43% para quase 53%; 18% são obesos, com IMC acima de 30

NATÁLIA CANCIAN DE BRASÍLIA
Após ter estacionado nos últimos dois anos, o número de brasileiros com excesso de peso voltou a crescer, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (15) pelo Ministério da Saúde.

Se em 2013 esse percentual havia estabilizado em 50,8%, agora esse índice já atinge 52,5% da população adulta do país. Os dados são da Vigitel, pesquisa que monitora os hábitos e fatores de risco para a saúde. Foram ouvidas 40 mil pessoas.

Há oito anos, 43% da população estava acima do peso.

Pessoas com excesso de peso são aquelas com IMC (índice de massa corporal) acima de 25. São considerados obesos aqueles com IMC acima de 30. O percentual da população dentro desse segundo grupo tem se mantido estável. Hoje, o problema atinge 17,9% dos brasileiros.

Embora esteja mais "gordinho", o brasileiro diz tentar se exercitar mais. Segundo a pesquisa, 35,5% da população dedica mais de 150 minutos na semana para atividades físicas. Em 2009, esse índice era de 29,9%.

Em geral, o percentual da população que dedica mais tempo a atividades físicas é maior entre os homens: 41,6%. Entre as mulheres, esse índice cai para 30%.

Um outro inimigo da boa alimentação é o sal. Ao todo 15,6% da população afirma ter consumo "alto" ou "muito alto". O consumo médio de sal no país é duas vezes maior do que o recomendado pela Organização Mundial de Saúde.

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2