Artigos
Dados
Fatos em Destaque
Pesquisas
Publicações
Notícias
Rede DCNT

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Jamie Oliver e Sadia: parceria criticada por "embaixadores" da boa alimentação (6/7/2016)
O Globo online

http://oglobo.globo.com/economia/negocios/jamie-oliver-sadia-parceria-criticada-por-embaixadores-da-boa-alimentacao-19654713#ixzz4DjEQNLmP

SÃO PAULO - O festejado chef inglês Jamie Oliver está no Brasil para anunciar detalhes de uma parceria com a Sadia. Mas, antes mesmo de o projeto ser apresentado — o anúncio oficial foi na tarde desta quarta-feira —, a associação de Oliver com uma das maiores produtoras de carne de frango do mundo já causa polêmica. Isso porque o chef inglês assumiu há algum tempo o papel de revolucionar a maneira como as pessoas se alimentam, promovendo um estilo de vida mais saudável. Para os que defendem a boa alimentação, a Sadia faz comida industrializada e usará a parceria apenas para ampliar as vendas.

Perguntado sobre a polêmica, Jamie Oliver disse entender as críticas e afirmou que “já pensou como essas pessoas”. Ele conversou com jornalistas nesta tarde em São Paulo.

— Há uns três ou cinco anos eu não trabalharia para grandes empresas. Mas amadureci e sei que para ser grandes temos de trabalhar numa escala maior — afirmou ele, defendendo que o “ativismo deve estar em todas as esferas”.

A parceria prevê o desenvolvimento de pratos individuais e porções maiores a base de frango. Os produtos chegarão às gôndolas em setembro. Segundo a Sadia, as porções menores devem custar entre R$ 15 e R$ 20 e as maiores entre R$ 20 e R$ 25. A Sadia já investiu R$ 50 milhões no projeto. Parte dos recursos foram alocados na melhoria do bem-estar dos frangos de 183 granjas, conforme exigido por Jamie Oliver para aceitar a parceria.

 

 

A notícia da parceria, na semana passada, provocou a saída de alguns dos chamados “embaixadores” brasileiros, e também de latinos, do programa Food Revolution. O programa foi criado por Jamie Oliver para conscientizar a população sobre a importância de comer alimentos frescos e deixar de lado os industrializados e processados. Os “embaixadores” têm o papel de disseminar os princípios da boa alimentação.

— Não faz sentido ele defender alimentação saudável e se unir à Sadia — disse a especialista em alimentação natural Lara Folster, uma das três embaixadoras do programa em São Paulo, e completou: — Para nós que estamos no Food Revolution, um projeto muito profundo e que nos dá muito trabalho, não faz nenhum sentido essa parceria.

O embaixador em Montevidéu, Diego Ruete, optou por sair do programa de Jamie Oliver assim que soube da parceria. Ao GLOBO ele reafirmou a ideia de não haver sentido na parceria.

 

— Represento o Food Revolution há cinco anos. Não sei como explicar essa parceria às pessoas que me perguntam. E nós, seus representantes no mundo, a cara visível em cada país ficamos expostos a isso — disse ele.

De acordo com informações preliminares sobre os produtos Sadia/Jamie, o chef teria exigido melhorias nos padrões de bem estar animal das unidades de produção. Ruete diz não acreditar que “fazer uma linha premium mude os procedimentos na elaboração dos produtos ultraprocessados.

— O benefício econômico para ambas as partes supera qualquer filosofia de boa alimentação — disparou.

Outro reflexo da parceria Oliver-Sadia é a provável retirada do espaço Food Revolution do Festival de Gastronomia Orgânica em São Paulo, um dos eventos mais importantes sobre alimentação limpa do continente que ocorre em outubro anualmente.

Também houve polêmica nas redes sociais. Internautas o chamaram de “vendido” e se disseram “decepcionados” com a união improvável do chef saudável com uma das maiores processadoras de carne de frango do mundo.

Na primeira visita que fez ao Brasil, na Copa do Mundo, seus comentários sobre brigadeiro e quindim também pegaram mal nas redes sociais. Na ocasião, ele classificou os doces que são sucesso entre os brasileiros de “bando de porcaria”.

 

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2