Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Temporão Questiona Regulamentação de Fumódromos (30/5/2007)
Paula Johns

Fonte: Agência Estado
30/05/2007

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou hoje considerar "questionável" a eventual regulamentação de fumódromos no País, defendida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que contraria recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). "Eu tenho a opinião pessoal de que fumódromos não funcionam. Ou você permite o fumo ou não permite o fumo. Como sabemos que não existem níveis seguros de consumo de nicotina, e que o fumante passivo sofre das mesmas doenças que o fumante, eu diria que essa é uma proposta questionável", declarou o ministro.


Temporão disse que vai conversar com a direção da Anvisa para saber "mais detalhes" sobre a proposta de regulamentação do funcionamento dos fumódromos. "Em princípio não me parece uma solução adequada", afirmou.

Segundo Temporão, o Brasil é o país que nos últimos dez anos mais reduziu proporcionalmente a prevalência de fumantes na sociedade. "Isso é fruto de uma política que vem de longo tempo e que a gente quer aprofundar." O ministro disse que o governo federal está retomando a política para atender às pessoas que querem parar de fumar, que inclui o fornecimento de medicamentos.


"Estamos estruturando a política que envolve grupoterapia e medicação (adesivo de nicotina, goma de mascar e bupropiona, para os casos mais graves)." Ele negou que o Programa de Combate ao Tabagismo, lançado em 2004 pelo ex-ministro Humberto Costa, tenha ficado parado. "Temos 380 unidades que atendem a pacientes com dependência química de nicotina. Precisamos expandir essa estrutura e aperfeiçoar o sistema de aquisição e distribuição de medicamentos".

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2