Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Largar o cigarro traz benefícios também ao bolso das mulheres (26/1/2010)
Click RBS

Confira uma estimativa do que é possível comprar com o dinheiro do vício
GISELE RAMOS

Foi-se o tempo em que fumar era um hábito glamouroso. Estrelas como Rita Hayworth seduziam plateias com seus vestidos sexies, olhares lânguidos e cigarros entre os dedos. Agora, porém, os malefícios do fumo são consenso até entre quem não consegue viver sem dar uma pitada: além de fedorento e nada sexy, o cigarro provoca uma série de doenças graves. Nas mulheres, os riscos são ainda maiores, já que o uso de anticoncepcionais combinados com o tabaco podem levar a problemas tromboembólicos.

Mas parece que as gaúchas ainda não se convenceram que parar de fumar é um dos passos mais importantes para uma vida longa e saudável: segundo o último levantamento publicado pelo Ministério da Saúde, em 2004, Porto Alegre detém o título de capital onde mais se fuma. E os próprios porto-alegrenses rejeitam isso, conforme a pesquisa publicada sábado em Zero Hora.

Abandonar o vício parece difícil, mas segundo a médica Maria Eunice Oliveira, coordenadora do Programa de Tratamento do Tabagismo da Unimed, é possível.

– A ajuda médica é importante, pois apenas um percentual pequeno consegue parar sem orientação. O tabagismo é uma doença classificada nos distúrbios de dependência a substâncias psicoativas, no caso a nicotina. Esta dependência inclui três facetas: física, psicológica e associações comportamentais que devem ser manejadas – afirma.

Entretanto, a médica alerta que apenas os remédios podem não ser suficientes para quem quer deixar de fumar.

– Os medicamentos aumentam as chances de abstinência e são muito úteis no tratamento, mas não devem ser vistos como solução mágica. Eles agem especialmente no componente físico da dependência minimizando os sintomas de abstinência e devem estar sempre associados à terapia para mudança de comportamento – diz.

Um dos fatores que impede muitas mulheres de largar o cigarro é o medo de engordar. Mas, segundo a médica, uma alimentação balanceada e exercícios físicos são mais do que suficientes para manter o ponteiro da balança no lugar.

– O ganho de peso médio é pequeno e existe ao longo de 6 meses pós abstinência. A tendência é retomar o peso anterior se houver o cuidado de manter a alimentação saudável e exercícios que também auxiliam no enfrentamento da síndrome de abstinência – afirma Maria Eunice.

Ao invés de fumar, invista em você

Todo mundo já sabe que parar de fumar melhora a pele, os dentes e os cabelos e a vida social. Para incentivar as leitoras a abandonar de vez o vício, calculamos o impacto que largar o cigarro provocaria na sua carteira, e como é possível investir essa grana na pessoa mais importante do mundo: você. Levamos em consideração o valor médio de um carteira de cigarros, R$ 3,50.

:: 1 dia sem fumar – Você pode comprar um esmalte lindo e colorido. As mãos vão ficar lindas, ainda mais livres do odor do cigarro!

:: 1 semana sem fumar – Com cerca de R$ 24 economizados você pode investir em um ou mais batons, que vão combinar com seus dentes branquinhos.

:: 1 mês sem fumar – Após um mês longe do cigarro, você terá aproximadamente R$ 105 sobrando na carteira, valor suficiente para comprar um bom perfume. Você terá o olfato mais apurado a essa altura, e vai aproveitar muito o mimo.

:: 1 ano sem fumar – Para comemorar um ano longe do cigarro, você pode utilizar os R$ 1.277 não gastos com o vício para passar uma semana sossegada em Porto de Galinhas. Agências oferecem pacotes com passagens e hotel incluídos por valores menores que esse.

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2