Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Embaixador brasileiro no Uruguai recebe comitiva (17/11/2010)
GAZ

Comentário da ACT:

Embora já tenhamos esclarecido milhares de vezes que a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco não restringe a plantação de tabaco, em fala equivocadamente atribuida ao diplomata Figueira de Melo, a matéria abaixo reforça esse mito.

Essa desinformação continua sendo disseminada nos jornais da região produtora pela Afubra, que participou ativamente do debate nacional sobre o que é a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. Obviamente, esse tipo de desinformação presta um deserviço ao desejavel debate entre fumicultores e as entidades que defendem a saúde pública, inclusive a dos agricultores que cultivam fumo.

É importante que conheçam o texto do tratado para que deixem de ser marionetes numa disputa política local que não tem nenhuma relação direta com as medidas de controle do tabagismo.

Agora, a matéria:


Deputados e prefeito se reuniram com embaixador agora à noite para defender posição do setor do tabaco
 

Além do embaixador do Brasil no Uruguai, José Carlos Souza-Gomes, receberam a comitiva do setor do tabaco o diplomata brasileiro Fernando Figueira de Mello e a secretária-executiva da Comissão Nacional para a Implementação da Convenção-Quadro (Conicq), Tânia Cavalcante. O encontro serviu para abrir o diálogo entre o setor produtivo de tabaco e a delegação brasileira na COP 4. Na oportunidade, Gomes expôs que sua iniciativa está relacionada a uma necessidade que percebeu para ouvir as lideranças e, ao mesmo tempo, expor a posição do governo.

Conforme Figueira de Mello, “não há como implementar a imediata restrição a produção enquanto não se encontrar alternativas economicamente viáveis para a diversificação nas áreas produtoras de tabaco”. O vice-presidente da Afubra, Heitor Petry, realizou apresentou números do setor e enalteceu a iniciativa do embaixador por criar este espaço. “O anúncio extra-oficial feito pelo diplomata representa uma harmonia com a nossa proposta de postergar a implementação dos artigos 9 e 10 e aprofundar o debate e a busca de alternativas. Embora seja uma sinalização, nossa confiança é de que esta posição seja mantida em plenária e que possa também contagiar representantes de outros países e, por fim, emanar em uma recomendação pela postergação”, ressalta Petry.

O uso de aditivos na fabricação de cigarros é um tema controverso. Segundo Petry, gera dúvidas e isso gera ansiedade e preocupação aos produtores por eventuais efeitos prejudiciais que possam decorrer da implementação dos artigos 9 e 10. “Frente às dúvidas, nada melhor do que cautela. A Afubra está disposta a participar de um processo de amplo e profundo debate em torno desse tema. Entendemos também ser necessária a intensificação de ações voltadas à diversificação, onde igualmente nos dispomos a continuar participando e para o qual se requer mais recursos”, finaliza o vice-presidente da Afubra.

No segundo dia da 4ª Conferência das Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (COP 4), que ocorre em Punta del Este, no Uruguai, uma comitiva liderada por políticos brasileiros foi recebida no início da noite de hoje, 16, pelo embaixador do País no Uruguai José Carlos de Souza-Gomes. Integraram o grupo o prefeito de Venâncio Aires, Airton Artus, o presidente da Assembléia Legislativa, Giovani Cherini, e demais representantes da região produtora de tabaco. O embaixador é o principal representante do Brasil na conferência.

O posicionamento do Brasil sobre a implementação dos artigos 9 e 10 da Convenção-Quadro, que restringem a adição de açúcares e aromatizantes no cigarro, é esperado para amanhã. A medida, se aprovada, provocará o fim da produção de tabaco tipo Burley, prejudicando aproximadamente 50 mil famílias no Sul do Brasil. A comitiva solicitou ao embaixador que a decisão seja adiada para a COP 5, que acontece em 2012.

Durante o dia, um encontro entre entidades representativas do setor fumageiro debateu estratégias para a reunião desta quarta, considerada a mais importante da COP 4 para o setor. Chamado pelo prefeito Airton Artus como “grupo dos excluídos”, a mobilização teve a participação do presidente da Assembleia, dos parlamentares Adolfo Brito (PP), Pedro Pereira (PSDB) e Aloísio Classmann (PTB), prefeitos de Vera Cruz, Rosane Petry, e de Arroio do Tigre, Marciano Ravanello, além de vereadores de Santa Cruz do Sul, Vera Cruz e Venâncio Aires e de representantes da Fetag, Farsul, Fetraf, Contag, MPA e Afubra.
Com informações da Assessoria de Imprensa da Afubra
 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2