Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Dados mostram que produção de cigarro polui o planeta (16/6/2010)
Revista Atitude Saudável

Além de todo mal que faz para os fumantes, o cigarro polui também o meio ambiente
Por Gisele Eberspächer às 16h13 de 16/06/2010

O tabagismo mata cerca de 5 milhões de pessoas por ano. Além disso, 90% dos casos de câncer de pulmão acontecem em fumantes ou fumantes passivos. Mas, fora todo mal que causa no corpo das pessoas, o cigarro também faz mal para o meio ambiente.

5 milhões de pessoas morrem por ano de problemas de saúde causados pelo tabagismo.
Áreas verdes são desmatadas para a plantação de tabaco, bitucas poluem e podem causar incêndios, a fumaça libera substâncias tóxicas no ar e as embalagens são jogadas fora, poluindo muito mais que as pessoas imaginam.

Segundo a Virginia Tobacco Settlement Foundatio (instituição contra tabagismo precoce dos EUA), 1,5 milhão de árvores são cortadas diariamente para a plantação de fumo. Isso porque, além de áreas serem desmatadas para que o tabaco seja plantado, o processo de secagem das folhas é feito com calor e precisa de combustível – normalmente a madeira.

A Organização Mundial de Saúde estima que todo esse processo consuma uma árvore a cada 300 cigarros produzidos. Em um ano, 12% das árvores cortadas se destinam para a indústria tabagista.
Só na safra de 2007/2008, o Brasil produziu 730 mil toneladas da folha de fumo (quase tudo nos três estados da região sul país). O Brasil é o segundo maior produtor de tabaco no mundo (atrás da China) e o maior exportador. Calculando, o Brasil cortou 360 milhões de árvores para a produção de cigarro, um total de 240 mil hectares de floresta. Um total de 121.500 toneladas de papel são usados nas embalagens dos cigarros.

Além disso, estima-se que 25% dos incêndios florestais tem início com bitucas de cigarros jogadas em áreas verdes. Vinte restos de cigarro são responsáveis por uma poluição equivalente a um litro de esgoto.

Por fim, a bituca do cigarro não é biodegradável. Apenas o resto de fumo que é absorvido pelo ambiente. O filtro é feito de acetato de celulose, que não é biodegradável. Um estudo publicado na American Chemical Society revelou que 4,5 trilhões de filtros de cigarro são descartados no meio ambiente a cada ano.

Os oceanos também sofrem com o fumo. Segundo o relatório Marine Litter: a Global Chalenge (Lixo nos Oceanos, um desafio para o mundo, em tradução livre), feito pela ONU, embalagens e restos de cigarro se acumulam nos mares, formando 40% do lixo encontrado no Mar Mediterrâneo, por exemplo. No Equador, o número chegou a ser mais da metade de resíduos encontrados na costa em 2005.
 

 

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2