Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Maioria dos fumantes acredita ser 'imune' ao câncer de pulmão (9/7/2012)
G1

http://www.tribunahoje.com/noticia/32763/saude/2012/07/09/maioria-dos-fumantes-acredita-ser-imune-ao-cancer-de-pulmo.html

 

Pesquisas mostram que 90% dos pacientes tem ou tinha o hábito de fumar

iG 09/07/2012 23:55

 

 

 

 

 


Foto: AFP

Tabagistas seguem acreditando que não terão câncer


As pesquisas científicas já escancaram que o câncer de pulmão é a doença que caminha de mãos dadas com o cigarro, já que 90% dos doentes têm o hábito de fumar.

Ainda assim, um novo levantamento mostra que um índice muito parecido de pessoas com este diagnóstico acreditava ser imune ao males do tabagismo, mesmo tendo o vício como companhia.

Um levantamento feito pela indústria farmacêutica Pfizer investigou a sensação de segurança de 166 pacientes com o diagnóstico de tumor maligno nos pulmões, todos fumantes. Entre eles, pouco mais do que oito em dez (83%) afirmou não acreditar na possibilidade de adoecer até entrar para a estatística de 27.320 novos casos de câncer de pulmão registrados todos os anos, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca).

O principal motivo para a sensação de estar blindado contra o câncer, afirmaram os entrevistados, é que “sempre pensamos que uma doença como essa só vai acontecer com os outros”, resposta dada por 25% dos entrevistados. Além dela, 23% dos fumantes doentes questionados citaram “ser saudável” como justificativa para não considerar a possibilidade do adoecimento. Aparecem entre as desculpas também “o hábito de fazer esportes” (5%), “ter uma alimentação regrada” (3%) e “não ter nenhum caso na família” (9%).

Para os especialistas, a pesquisa só demonstra que a população conhece os malefícios ligados ao tabaco mas não mensura o potencial tóxico do cigarro. As substâncias químicas presentes nele são capazes de danificar o DNA em minutos e, por este motivo, mesmo quem não tem herança genética para o câncer acaba vulnerável à doença.

Outra análise, feita pelo hospital referência em oncologia, o Instituto do Câncer de São Paulo (Icesp), também evidenciou a negligência dos fumantes com a possibilidade das doenças cancerígenas.

Mesmo após enfrentarem o câncer, seis em dez pacientes não abandonam o cigarro. Os médicos dizem que a taxa de 60% dos resistentes também revela a dificuldade em abandonar o hábito de risco, um dos vícios mais complicados para o tratamento, de acordo com os experts em dependência química.

A dificuldade em abandonar o vício é reconhecida pela ciência. Tanto que entre as novas linhas de pesquisas para encontrar terapêuticas mais eficazes para o câncer de pulmão, os laboratórios investem em testes que funcionem melhor em organismos de fumantes.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2