Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Número de pessoas que sobrevivem ao câncer deve aumentar 31% até 2022, diz estudo americano (28/3/2013)
Vea on Line

http://veja.abril.com.br/noticia/saude/numero-de-pessoas-que-sobrevivem-ao-cancer-deve-aumentar-31-ate-2022-diz-estudo-americano

Previsão está em relatório da Sociedade Americana de Pesquisa sobre o Câncer

A Sociedade Americana de Pesquisa sobre o Câncer (The American Association for Cancer Research, AACR) divulgou nesta quarta-feira o segundo Relatório Anual de Sobrevivência ao Câncer nos Estados Unidos. O documento, publicado no periódico científico da AACR, Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention, prevê um aumento de 31% na sobrevivência ao câncer nos Estados Unidos até 2022: de 13,7 milhões de sobreviventes em janeiro de 2012 para 18 milhões dez anos mais tarde.

 

CONHEÇA A PESQUISA

Título original: Cancer Survivors in the United States: Prevalence across the Survivorship Trajectory and Implications for Care 

Onde foi divulgada: periódico Cancer Epidemiology, Biomarkers & Prevention

Quem fez: Janet S. de Moor, Angela B. Mariotto, Carla Parry, Catherine M. Alfano, Lynne Padgett, Erin E. Kent, Laura Forsythe, Steve Scoppa, Mark Hachey e Julia H. Rowland

Instituição: Instituto Nacional do Câncer (National Cancer Institute), nos Estados Unidos

Resultado: O estudo prevê um aumento de 31% na sobrevivência ao câncer nos Estados Unidos até 2022: de 13,7 milhões de sobreviventes em janeiro de 2012 para 18 milhões dez anos mais tarde

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O relatório utiliza dados governamentais do programa Surveillance, Epidemiology and End Results, que recolhe informações sobre câncer na população dos Estados Unidos, e de projeções para o censo populacional do país.

Além do aumento estimado no número de sobreviventes ao câncer, o documento mostra que a sobrevivência não é uniforme para todos os tipos de câncer. Atualmente, mulheres com câncer de mama representam 22% dos sobreviventes, enquanto homens com câncer de próstata correspondem a 20%. Pacientes com câncer de pulmão, o segundo tipo mais comum da doença, representam apenas 3% dos sobreviventes.

"Pacientes com câncer de próstata apresentam quase 100% de taxa de sobrevivência em cinco anos. O câncer de mama teve um aumento expressivo, de 75% em 1975 para quase 89% em 2012. Mas nós precisamos de ferramentas de diagnóstico e tratamentos melhores para o câncer de pulmão", afirma Julia Rowland, diretora do Departamento de Sobrevivência ao Câncer do Instituto Nacional do Câncer, parte do Instituto Nacional de Saúde (NIH) dos Estados Unidos.

Desafios – De acordo com Julia, o aumento do número de pessoas que sobrevivem ao câncer representará um novo desafio para a saúde pública. Pacientes diagnosticados com câncer terão chances maiores de apresentar outras doenças concomitantes que precisarão ser tratadas. Ela também estima que 16% dos pacientes já terão desenvolvido um tumor anteriormente. "Garantir que esses pacientes tenham vidas longas, saudáveis e produtivas será um desafio para todos nós", afirma

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2