Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Consumo de drogas e gravidez na adolescência (12/4/2006)
ACTBR

Devido aos altos índices de violência, uso de drogas, gravidez na adolescência e diversos outros problemas, muitos pais e educadores vivem numa preocupação constante de como devem proceder.

Por isso, o Colégio Arbos, com unidades em Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul, adotou de forma pioneira na região do Grande ABC o "Projeto 40 Valores" que visa proteger o jovem desses riscos sociais.

O projeto é uma metodologia desenvolvida pelo Search Institute, dos Estados Unidos, que busca o bem-estar de crianças e adolescentes por meio de valores básicos para o desenvolvimento saudável dos jovens e da comunidade, além da formação do individuo, da ética e moral.

O projeto chegou ao Brasil por meio de seis organizações - Associação Brasileira de Estudos de Álcool e Outras Drogas (ABEAD), Unidade de Pesquisas em Álcool e Drogas (UNIAD), Fundação BankBoston, Abrinq, Senac São Paulo e pela ONG Meninos do Morumbi, que divulgaram uma pesquisa realizada com 3 mil jovens brasileiros, a qual revelou que quanto mais valores um jovem tenha vivenciado menor a probabilidade dele se envolver em comportamentos de risco.

As influências negativas, como ficar sozinho em casa, ser vítima de violência, superexposição à televisão e abuso físico acabam por comprometer o bem estar do jovem, além de dificultar o desenvolvimento saudável e limitar o acesso aos valores, o que facilita e encurta o caminho para os comportamentos de risco como o uso de álcool, tabaco, maconha, relações sexuais, comportamento anti-social, violência, distúrbios alimentares e depressão.

No Colégio Arbos, dos 40 valores apenas 30 são trabalhados diariamente, já que os outros 10 são de responsabilidade da família e alguns da comunidade. Estes valores são desenvolvidos desde o primeiro dia de aula e prosseguem em todos os anos, até a finalização dos estudos, tornando-se um trabalho contínuo de conscientização.

Os 40 valores foram divididos em duas partes sendo, 20 valores externos e 20 internos:

VALORES EXTERNOS

Apoio Capacitação

1. Apoio da família 7. A comunidade valoriza o jovem

2. Diálogo positivo na família 8. Juventude como recurso

3. Relacionamentos com adultos 9. Trabalho voluntário

4. Vizinhos solidários 10. Segurança

5. Bom ambiente escolar

6. Participação dos pais na escola

 

Limites e Expectativas Uso construtivo do tempo

11. Limites impostos pela família 17.Atividades criativas

12. Limites impostos pela escola 18. Programas direcionados ao jovens

13. Limites impostos pela comunidade 19. Comunidade religiosa

14. Os adultos servem de modelo 20. O tempo em casa

15. Influência positiva

16. Alta expectativa

VALORES INTERNOS

Compromisso com o aprendizado Valores positivos Sociabilidade Identidade

21. Motivação 26. Solidariedade 32.Planejamento e tomadas de decisões 37.Confiança pessoal

22. Participação na escola 27. Igualdade e justiça social 33.Relacionamento interpessoal 38.Auto-estima

23. Tarefa escolar 28. Integridade 34.Conhecimento cultural 39.Senso de propósito

24. Vínculo com a escola 29. Honestidade 35.Resistência 40.Visão positiva do futuro

25. Prazer em ler 30. Responsabilidade 36.Solução pacifica de conflitos

31. Controle

Para afastar os alunos do comportamento de risco e ter total compreensão dos valores, o Colégio Arbos adota ações saudáveis que melhoram a qualidade vida, preenchendo o tempo ocioso com diversas atividades esportivas, culturais e grupos de estudos. Muitas vezes sem que os jovens percebam, de forma subliminar, eles são doutrinados a não se aproximarem dos fatores de riscos, a ter bom desempenho na escola e a ajudar as pessoas. Os pais também participam do trabalho desde a primeira reunião, onde são informados da existência do projeto e de seu funcionamento.

Outra forma adotada para que os valores possam se estabelecer é através de seis pontos chaves: 1. Qualquer pessoa pode construir valores 2. Todos os jovens precisam de valores, a maioria deles precisam de mais valores do que realmente possuem 3. Os relacionamentos são importantes 4. A construção de valores é um processo contínuo 5. Mensagens consistentes são importantes. O que se espera dele na família, na escola na comunidade, na imprensa e outros meios de convivência 6. A redundância intencional é importante. Os valores devem ser reforçados com o passar dos anos, e em todas as áreas da vida do jovem.

Segundo o orientador e psicólogo Romualdo Calvo, o trabalho vem surtindo efeito, uma vez que os índices de gravidez entre os alunos do Colégio Arbos, que perfazem um total aproximado de 3 mil, é de 0% e as drogas não chegam a 1%. "O projeto é tão eficaz, que os alunos acabam influenciando as pessoas de fora do ambiente escolar, como a família e amigos, além de facilitar a tomada de decisões e a escolha responsável", declara o orientador.

A metodologia também facilitou o dialogo com os alunos. Quando eles estão passando por situações complicadas, ou sabem que um amigo precisa de ajuda, seja em relação ao consumo de drogas ou relacionamentos procuram o orientador da escola para conversar, desabafar e, muitas vezes, pedir conselhos.

Informações a imprensa: Marli Popolin / Luciana Ponteli

(11) 4436-8408 / 4992-6379 / 9602-4430

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2