Agenda
Artigos
Boletim
Campanhas
Enquetes
Notícias
Press Releases

 

 
 

 
Principal > Comunicação > Notícias

notícias

Uruguai proíbe fumo em espaços públicos (2/3/2006)
ACTBR

Folha de S.Paulo, seção Mundo, 02/03/06.
 
SAÚDE
Medida é pioneira na região

Uruguai proíbe fumo em espaços públicos

LÉO GERCHMANN
DA AGÊNCIA FOLHA, EM PORTO ALEGRE

O Uruguai passou a proibir, desde ontem, o fumo em locais públicos de todo o território nacional, medida que o governo do país vizinho diz ser pioneira na América Latina.
Além da determinação, o governo uruguaio está divulgando no país uma campanha na mídia cujo lema é ""Uruguai livre do fumo de tabaco". O objetivo é mostrar que o hábito de fumar está associado ao surgimento de diversas doenças crônicas.
Para assegurar o cumprimento da medida, o governo uruguaio multará em US$ 1.000 os proprietários de bares ou estabelecimentos dos mais diversos -sejam shoppings, escritórios, táxis, cassinos, boates, ginásios, academias de tango, corredores de prédios, escadas e elevadores- que forem flagrados com clientes ou freqüentadores fumando.
No caso dos prédios residenciais ou comerciais, a multa recai sobre o condomínio.
Desde a manhã de ontem, 200 inspetores treinados pelo governo passaram a percorrer espaços públicos em Montevidéu, para fiscalizá-los e enquadrar os responsáveis em caso de infração.
Além deles, o cerco aos infratores tem como agente o próprio cidadão em todo o país: o Ministério da Saúde Pública habilitará uma linha telefônica gratuita para consultas e, especialmente, denúncias de desrespeito à norma.
A capital uruguaia, com seus 1,5 milhão de moradores, será apenas o ponto de partida para a fiscalização, em um país de 3,4 milhões de habitantes.
Outros centros urbanos também serão fiscalizados com intensidade nos próximos dias.
Em razão da nova determinação, os espaços públicos uruguaios desde ontem tiveram de abandonar os cinzeiros e colocar em suas paredes cartazes com os dizeres ""Proibido fumar" e ""Ambiente 100% livre do fumo de tabaco".

Presidente médico
O presidente do Uruguai é o médico oncologista (especialista em câncer) Tabaré Vázquez, 66. Desde que assumiu a Presidência, em março do ano passado, Vázquez tem procurado conciliar o cargo com a atividade médica, atendendo aos pacientes mais tradicionais do consultório.
O objetivo, segundo Vázquez, é reprimir e educar, seguindo um dos seus principais compromissos na área da saúde pública. A proibição faz parte da campanha ""un millón de gracias" (um milhão de agradecimentos ou graças), pela qual se busca erradicar o hábito do fumo no Uruguai.
Os índices oficiais dão razão às preocupações com o tabaco: 5.500 mortes anuais são atribuídas ao hábito do fumo no país, em razão de doenças por ele causadas. Levando-se em conta a quantidade de habitantes, tal dado é tido como alarmante.
Outro dado oficial dá conta de que o número de fumantes no Uruguai chega a cerca de 1,2 milhão de pessoas -o que representa um terço da população total.

 
ACT | Aliança de Controle do Tabagismo
Rua Batataes, 602, cj 31, CEP 01423-010, São Paulo, SP | Tel/fax 11 3284-7778, 2548-5979
Av. N. Sa. Copacabana, 330/404, CEP 22020-001, Rio de Janeiro, RJ | Tel/fax 21 2255-0520, 2255-0630
actbr.org.br | act@actbr.org.br
FW2